“PRONTA PARA AJUDAR OS OPERÁRIOS QUE A ELEGERAM”: Vereadora Ilza Gouvêa e a militância das tecelãs de Magé/RJ<em>“READY TO HELP THE WORKERS WHO ELECTED HER”: Councillor Ilza Gouvêa and the militancy of the weaver women of Magé, Rio de Janeiro state</em>

Autores

  • Felipe Augusto dos Santos Ribeiro CPDOC/FGV

Resumo

http://dx.doi.org/10.5965/2175180303012011199

 

O período compreendido entre 1947 e 1964 foi uma época bastante rica em experiências para os trabalhadores têxteis do município de Magé-RJ, tida por eles como um tempo áureo, de muitas conquistas para a categoria, sobretudo via participação político-sindical. Esse contexto coincidiu, justamente, com a ascensão do Partido Comunista do Brasil (PCB) no município, tendo vários de seus militantes sido eleitos como diretores sindicais e vereadores. Ao promoverem um elevado nível de organização e mobilização dos trabalhadores locais, os comunistas conseguiram eleger, mesmo na clandestinidade, por meio de outras legendas, um total de onze vereadores em Magé, entre eles uma operária têxtil, Ilza Gouvêa, eleita em 1950. Portanto, o presente trabalho tem por objetivo analisar a atuação dessa vereadora e a militância política das tecelãs mageenses.

Biografia do Autor

Felipe Augusto dos Santos Ribeiro, CPDOC/FGV

Professor de História, pesquisador-auxiliar do Museu do CFN, Doutorando em História, Política e Bens Culturais pelo CPDOC/FGV e Mestre em História Social pela FFP/UERJ. Autor da dissertação “Operários à tribuna: vereadores comunistas e trabalhadores têxteis de Magé (1951-1964)”.

Downloads

Publicado

2011-06-17

Como Citar

Ribeiro, F. A. dos S. (2011). “PRONTA PARA AJUDAR OS OPERÁRIOS QUE A ELEGERAM”: Vereadora Ilza Gouvêa e a militância das tecelãs de Magé/RJ<em>“READY TO HELP THE WORKERS WHO ELECTED HER”: Councillor Ilza Gouvêa and the militancy of the weaver women of Magé, Rio de Janeiro state</em>. Revista Tempo E Argumento, 3(1), 199 - 209. Recuperado de https://periodicos.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180303012011199