FLORIANÓPOLIS: espaço urbano, poder público e disciplinarização - (décadas 1910 e 1920)<em>FLORIANOPOLIS: urban space, public power and discipline (the 1910s and 1920s)</em>

Autores

  • Sandro Silveira Costa Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Resumo

http://dx.doi.org/10.5965/2175180303012011096

 

Este artigo tem por objetivo discutir o aprimoramento do aparato legislativo implantado em Santa Catarina e em sua Capital, especialmente durante as décadas de 1910 e 1920, dispositivo este que pretendeu melhor organizar e controlar o deslocamento dos veículos – motorizados e/ou operados por força motriz animal – pelas vias intermunicipais e pelas ruas do perímetro urbano da cidade de Florianópolis. Analisamos, também, as percepções expressas pelos órgãos governamentais locais a respeito das tentativas colocadas em prática para prover o saneamento e a higienização do perímetro urbano da capital catarinense. Essas ações disciplinadoras objetivaram adequar este espaço às posturas civilizatórias propagadas pelas elites locais, observadas naquelas facções ligadas ao viés republicano que almejavam – pelo menos em teoria – o progresso material e moral da sociedade brasileira da época.

 

Palavras-chave: disciplinarização; condutas sociais; municipalidade; saneamento; higienização.

Biografia do Autor

Sandro Silveira Costa, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Departamento de História, Centro de Filosofia e Ciências Humanas - UFSC, Campus Universitário, Florianópolis/SC

Downloads

Publicado

2011-06-16

Como Citar

Costa, S. S. (2011). FLORIANÓPOLIS: espaço urbano, poder público e disciplinarização - (décadas 1910 e 1920)<em>FLORIANOPOLIS: urban space, public power and discipline (the 1910s and 1920s)</em>. Revista Tempo E Argumento, 3(1), 96 - 129. Recuperado de https://periodicos.udesc.br/index.php/tempo/article/view/2175180303012011096