RECURSOS HÍDRICOS SUBTERRÂNEOS: ANÁLISE DE POÇOS DE RODEIO (SC)

Autores

  • Ana Flávia Costa Universidade do Estado de Santa Catarina - Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí
  • Graciela Rozza Universidade do Estado de Santa Catarina - Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí

DOI:

https://doi.org/10.5965/2316419003042014078

Resumo

Com o propósito de identificar a qualidade da água subterrânea de Rodeio – Santa Catarina e sua potabilidade para consumo humano, coletou-se no segundo semestre de 2014 amostras de água de dez poços comuns e semi-artesianos distribuídos no município e, através de pesquisa experimental, foram analisados parâmetros físico-químicos e microbiológicos. Para traduzir os dados quantitativos estudados em qualitativos e assim determinar a potabilidade do líquido, fez-se análise documental ao comparar os resultados obtidos com a Resolução CONAMA 396/2008 e com a Portaria MS 2914/2011. Dentre os poços analisados, sete apresentaram coliformes termotolerantes e 5 pH baixo. Com 95% de confiança, o pH das águas subterrâneas de Rodeio - SC está no intervalo de 5,56 a 6,41. Assim, 80% dos poços analisados apresentaram características inadequadas e prejudiciais à saúde humana.

Biografia do Autor

Ana Flávia Costa, Universidade do Estado de Santa Catarina - Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí

Cursando Engenharia Sanitária

Graciela Rozza, Universidade do Estado de Santa Catarina - Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí

Cursando Engenharia Sanitária

Downloads

Publicado

2014-12-23

Edição

Seção

Resumos Internos