AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO ORGANIZACIONAL NO SETOR COMERCIAL DE UMA EMPRESA DE CURSOS PROFISSIONALIZANTES

Autores

  • Jessé da Silva Oliveira Universidade Federal do Ceará
  • Cláudio Bezerra Leopoldino Universidade Federal do Ceará - UFC

DOI:

https://doi.org/10.5965/2316419010152021034

Palavras-chave:

Avaliação de Desempenho Individual, Análise de Processos, Recursos Humanos

Resumo

O presente artigo aborda uma pesquisa realizada em uma instituição de ensino profissionalizante, a respeito dos processos de avaliação de desempenho individual dos colaboradores do seu setor comercial. A investigação foi de natureza qualitativa e empregou a observação, o questionário e a análise de documentos como meios de coleta de dados. Observou-se que a empresa era inflexível em seus processos avaliativos, demitindo sumariamente os empregados que não atingissem as metas em curto espaço de tempo, gerando rotatividade e custos. Adicionalmente, certos aspectos básicos da avaliação de desempenho como o feedback e transparência eram ignorados. Constatou-se que com pequenas modificações, o modelo vigente poderia, sem perder suas características, equilibrar melhor a avaliação do desempenho dos indivíduos e o desenvolvimento das pessoas que compõem o corpo funcional da organização.

Referências

AGGARWAL, A.; THAKUR, G. S. M. Techniques of performance appraisal-a review. International Journal of Engineering and Advanced Technology (IJEAT), v. 2, n. 3, p. 617-621, 2013.

AYERS, R. S. Aligning individual and organizational performance: Goal alignment in federal government agency performance appraisal programs. Public Personnel Management, v. 44, n. 2, p. 169-191, 2015.

BORTOLUZZI, S. C.; ENSSLIN, S. R.; ENSSLIN, L. Gestão estratégica de recursos humanos por meio de uma ferramenta de avaliação de desempenho organizacional. REVISTA PRODUÇÃO E ENGENHARIA, v. 5, n. 1, p. 443-461, 2015.

DENISI, A. S.; MURPHY, K. R. Performance appraisal and performance management: 100 years of progress?. Journal of Applied Psychology, v. 102, n. 3, p. 421, 2017.

ELLIOTT, K. Teacher Performance Appraisal: More about Performance or Development?. Australian Journal of teacher education, v. 40, n. 9, p. n9, 2015.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2008.

ISLAMI, X.; MULOLLI, E.; MUSTAFA, N. Using Management by Objectives as a performance appraisal tool for employee satisfaction. Future Business Journal, v. 4, n. 1, p. 94-108, 2018.

KHANNA, M.; SHARMA, R. K. Employees performance appraisal and its techniques: a review. Asian Journal of Advanced Basic Sciences, v. 2, n. 2, p. 51-58, 2014.

KIM, T.; HOLZER, M. Public employees and performance appraisal: A study of antecedents to employees’ perception of the process. Review of Public Personnel Administration, v. 36, n. 1, p. 31-56, 2016.

MARRAS, J. P. Avaliação de desempenho humano. 1a. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012.

MARTINS, V. A.; ENSSLIN, S. R.; DUTRA, A. Avaliação de Desempenho Organizacional: trajetória das pesquisas internacionais por meio de paradigmas e teorias. Cuadernos de Contabilidad, v. 19, n. 47, p. 94-116, 2018.

ODELIUS, C. C.; DOS SANTOS, P. R. G. Avaliação de desempenho individual na administração pública federal: aspectos intervenientes no processo e nos resultados. Revista Economia & Gestão, v. 7, n. 15, p. 10-30, 2008.

PINHO, A. P. M.; SILVA, C. R. M. da; OLIVEIRA, L. V. C.; OLIVEIRA, E. R. da S. de; BARBOSA, D. A. Práticas de recursos humanos influenciam o comprometimento organizacional? Evidências para o setor varejista brasileiro. Contextus – Revista Contemporânea de Economia e Gestão, v. 18, p. 52-66, 2020.

RAMOS, Albenides. Metodologia da pesquisa científica: como montar uma monografia pode abrir o horizonte do conhecimento. 1.ed. São Paulo: Atlas, 2009.

REIFSCHNEIDE, M. B. Considerações sobre avaliação de desempenho. Ensaio: avaliação e políticas públicas em educação, v. 16, n. 58, 2008.

SACHS, R. T. Como avaliar o desempenho e a produtividade. Rio de Janeiro, RJ: Campus, 1995.

SIQUEIRA, W. Avaliação de desempenho: como romper amarras e superar modelos ultrapassados. 1.ed. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso, 2002.

Downloads

Publicado

2021-08-31 — Atualizado em 2021-09-21

Versões

Edição

Seção

Artigos