Dar corpo às ideias: performance como processo de incorporação

Autores

  • Ricardo Augusto de Lima Brandão UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.5965/2525530406012021e0006

Resumo

Este ensaio propõe a discussão sobre a performance para além de suas dimensões transitórias e espontâneas, pensando no material a ser performado a partir de sua dimensão textual (técnicas, estéticas e valores), que, como espectro, circula sobre o imaginário de certa comunidade e se manifesta durante a performance, incorporando-se no corpo social. A partir de autores como Shelemay e Appadurai, é possível entender as práticas performativas como representações e encenações destes textos e, ao mesmo tempo, como formas de introjetá-los nos sujeitos, criando unidade dentro de tal comunidade, promovendo assim sua reprodução. Sendo assim, é possível imaginar a performance como uma reencenação de antigos valores e significados que voltam, como reminiscências imaginárias, a andar entre os vivos, moldando suas histórias.

Downloads

Publicado

2021-06-17

Como Citar

de Lima Brandão, R. A. (2021). Dar corpo às ideias: performance como processo de incorporação. Orfeu, 6(1). https://doi.org/10.5965/2525530406012021e0006