Os Festivais da Guanabara

Autores

  • Semitha Heloisa Matos Cevallos Pesquisadora Independente

DOI:

https://doi.org/10.5965/2525530406012021e0008

Palavras-chave:

I Festival da Guanabara. II Festival da Guanabara Música Contemporânea Brasileira. Edino Krieger. Compositores Brasileiros.

Resumo

O presente artigo tem por objetivo compor a narrativa sobre as duas únicas edições do Festival da Guanabara, ocorridas em 1969 e 1970, respectivamente. Foram eventos dedicados à música de concerto nos mesmos moldes dos Festivais da Música Popular. Traçar esse discurso só foi possível pela consulta aos jornais, através de artigos jornalísticos dos críticos de música atuantes na época, bem como do material acerca dos festivais disponibilizado pela Funarte, além das gravações ao vivo dos concertos realizados pelo Museu da Imagem e do Som. Através desta investigação foi possível constatar a importância dos Festivais da Guanabara, não somente para a história da música de concerto brasileira da segunda metade do séc. XX, bem como para a narrativa artístico-nacional, trazendo o entendimento de que a “Era dos Festivais” também compreendeu dois eventos da música erudita.

Biografia do Autor

Semitha Heloisa Matos Cevallos, Pesquisadora Independente

Pesquisadora independente. Doutora pela UniRio. Mestre pela UFPR. Pós-Graduada em Performance Solo e Música de Câmara pela Akademia Muzyczna J. I. Paderewskiego, Poznań, Polônia. Bacharel em Piano pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná.

Referências

ACADEMIA BRASILEIRA DE MÚSICA. Edino Krieger. Rio de Janeiro: ABM, [20--]. Disponível em: http://www.abmusica.org.br/academico/edino-krieger/. Acesso em: 16 jun. 2017.

ALBIN, Cravo. Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: Instituto Cultural Cravo Albin, 2002. Disponível em: https://www.dicionariompb.com.br/. Acesso em: 16 jun. 2017.

CARDOSO, Lindembergue. Procissão das Carpideiras. Orquestra Sinfônica. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Música; Banco de Partituras de Música Brasileira, 2001. 1 partitura.

CEVALLOS, Semitha. A recepção do sonorismo polonês por parte dos compositores brasileiros. 67 f. Dissertação (Mestrado em Música) – Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2011.

CEVALLOS, Semitha. Outono de Varsóvia e Festival da Guanabara: música e sociedade. 177 f. Tese (Doutorado em Música) – Centro de Letras e Artes, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

CONTIER, Arnaldo Daraya. A música brasileira contemporânea: estudo das principais tendências (1922-1965). In: HISTÓRIA, 7., Assis, 1975. Anais […]. 1975. Assis, SP: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Assis, 1975. p. 119-142.

ESCOBAR, Aylton. Entrevista concedida a Semitha H. M. Cevallos em set. 2017. Arquivo de áudio em formato mp3.

FESTIVAL DA música escolhe finalistas. Diário de Notícias, Rio de Janeiro, p. 3, 2 abr. 1969.

FESTIVAL REÚNE hoje diferentes gerações da música brasileira. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 37, 25 maio 1969.

FRANÇA, Eurico Nogueira. Festival começa mal. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, p. 2, 27 maio 1969.

FUNDAÇÃO DE ECONOMIA E ESTATÍSTICA. Disponível em: http://www.fee.rs.gov.br/servicos/atualizacao-valores/. Acesso em: 27 jun. 2017.

GASPARI, Elio. A ditadura envergonhada. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

GOMES, Wellington. Grupo de Compositores da Bahia: Estratégias Orquestrais. 148 f. Tese de Doutorado (Doutorado em Música) – Escola de Música, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2002.

JOVENS do I Festival de música lutam para abolir o paletó no Municipal. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 10, 16 maio 1969.

KRIEGER, Edino. Entrevista concedida a Semitha H. M. Cevallos em fev. 2011. Arquivo de áudio em formato mp3.

KRIEGER, Edino. Entrevista concedida a Semitha H. M. Cevallos em out. 2014. Arquivo de áudio em formato mp3.

LINDEMBERGUE, Cardoso. Procissão das Carpideiras. Orquestra Sinfônica e coro feminino. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Música-Banco de Partituras de Música Brasileira, 2001. 1 partitura.

LOVAGLIO, Vânia C. Festival de Música da Guanabara: música contemporânea e latino-americanismo no Rio de Janeiro. In: ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA, 19., 2008, São Paulo. Anais […]. São Paulo: ANPHU, 2008. p. 1-11.

LUIZ Gonzaga da Gama Filho. In: Acervo CPDOC. Rio de Janeiro: FGV, c2009. Disponível em: http://fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/luis-gonzaga-prado-ferreira-da-gama-filho. Acesso em: 15 jun. 2017

MELLO, Zuza Homem de. A Era dos Festivais: uma parábola. São Paulo: Editora 34, 2003.

MENDES, Gilberto. Música Moderna Brasileira e suas Implicações de Esquerda. Revista Música, São Paulo, v. 2, p. 37-42, maio 1998.

MENDES, Gilberto. Viver sua música: com Stravinsky em meus ouvidos, ruma à avenida Nevskiy. Santos, SP: Realejo, 2008.

MINH, Ho Chi. Poemas do Cárcere. Rio de Janeiro: Lemmert, 1968.

NAPOLITANO, Marcos. 1964: história do regime militar brasileiro. São Paulo: Contexto, 2014.

NEVES, José Maria. Música Contemporânea Brasileira. 2. ed. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2008.

NOBRE, Marlos. Concerto Breve: op. 33. Orquestra Sinfônica e solista. Rio de Janeiro: Marlos Nobre Edition, 1969. 1 partitura.

NOBRE, Marlos. Entrevista concedida a Semitha H. M. Cevallos em fev. 2011. Arquivo de áudio em formato mp3.

PAZ, Ermelinda. Edino Krieger: crítico, produtor musical e compositor. Rio de Janeiro: Sesc, Departamento Nacional, 2012.

PRADO, Almeida; MARISA, Resende. Existe uma música eclética? In: BIENAL DE MÚSICA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA, 11., 1996, Rio de Janeiro. Anais […]. Rio de Janeiro: Funarte, 1996. p. 49-77.

PROGRAMA do I Festival da Guanabara, 25 maio/1 jun. 1969. Rio de Janeiro: Theatro Municipal do Rio de Janeiro, 1969.

PROGRAMA do II Festival da Guanabara, 9/21 maio 1970. Rio de Janeiro: Theatro Municipal do Rio de Janeiro, 1970.

RENZO, Massarani. A procura de uma nova expressão. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 27, 3 jun. 1969.

RENZO, Massarani. Peça de Krieger inaugura o II Festival de Música. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, p. 20, 9 maio 1970.

SALLES, Paulo de Tarso. Aberturas e impasses: o pós-modernismo na música e seus reflexos no Brasil, 1970-1980. São Paulo: Editora Unesp, 2005.

SANTORO, Maria Carlota Braga. Resgatando memórias de Cláudio Santoro. Rio de Janeiro: Barroso, 2002.

SOARES, Teresinha Rodrigues Prada. A utopia no Horizonte da Música Nova. Tese (Doutorado em História Social) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

VELOSO, Caetano. É proibido proibir. Discurso no III Festival Internacional da Canção. São Paulo, 28 set. 1968. Disponível em: http://tropicalia.com.br/identifisignificados/e-proibido-proibir/discurso-de-caetano. Acesso em: 17 out. 2017.

VENTURA, Zuenir. 1968: o ano que não terminou. 3. ed. São Paulo: Planeta do Brasil, 2008.

VIÚVA diz ser Villa pelo Municipal sem a gravata. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, p. 5, 18 maio 1969.

Downloads

Publicado

2021-06-19 — Atualizado em 2021-06-19

Versões

Como Citar

MATOS CEVALLOS, S. H. Os Festivais da Guanabara. Orfeu, Florianópolis, v. 6, n. 1, 2021. DOI: 10.5965/2525530406012021e0008. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/orfeu/article/view/19335. Acesso em: 26 jul. 2021.