Processos de criação no teatro de sombras contemporâneo

Autores

  • Fabrizio Montecchi Teatro Gioco Vita

DOI:

https://doi.org/10.5965/2595034702212019278

Resumo

Existe uma forma específica de escrita e direção de palco para o teatro de
sombras contemporâneo? Quais são os processos envolvidos na criação? Qual é o papel do diretor na concepção e produção de teatro de sombras? Estas são algumas das questões tratadas por Fabrizio Montecchi, de acordo com sua prática em direção teatral que vão de encontro às principais características do teatro de sombras.

Biografia do Autor

Fabrizio Montecchi, Teatro Gioco Vita

É diretor e cenógrafo. Desde 1978 é membro do Teatro Gioco Vita, de Piacenza, teatro com reconhecido prestígio dentro do Teatro de Sombras. É o autor de várias publicações e artigos em revistas especializadas (Un mondo di figura d’ombre, Oltre lo schermo, Der szenische Raum - Schattentheater, Un teatro por le ombre). Atua como professor da École Nationale Supérieure des Arts de la Marionette (ESNAM). Como diretor, ele também colaborou com a Dockteatern Tittut de Estocolmo (Kattresan, em 1995, Cirkus Manen, em 1997, Ville vara varg, em 1999, Mera Musik Pappa, em 2003) e com as companhias Huriaruuth e Virea Omena em Helsinque. Recebeu o Prêmio IIM de Transmissão (2013), dedicado à artistas-pedagogos que se destacaram ao longo de sua carreira.

Downloads

Publicado

2019-12-20

Como Citar

Montecchi, F. (2019). Processos de criação no teatro de sombras contemporâneo. Móin-Móin - Revista De Estudos Sobre Teatro De Formas Animadas, 2(21), 278-292. https://doi.org/10.5965/2595034702212019278

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)