A socialização dos estudantes no Ensino Superior no entendimento docente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723825572024168

Palavras-chave:

socialização acadêmica, sociologia do ensino superior, fenomenologia social, relação professor-estudante, vida estudantil universitária

Resumo

O foco deste estudo é a socialização estudantil no Ensino Superior no entendimento docente, como fenômeno social e intersubjetivo significante na formação acadêmica. Utilizou-se uma metodologia qualitativa combinando análise de conteúdos narrativos e a inspiração teórica da fenomenologia social para a interpretação dos relatos. Os conteúdos foram compilados de entrevistas estruturadas realizadas com docentes universitários do Centro de Educação da UFRN. A socialização estudantil universitária, além de ser definida como período de prolongamento da escolaridade de indivíduos até o Ensino Superior, é entendida como processo cotidiano de internalização de normas, de interação social e de pertencimento a grupos sociais, no qual a atuação dos professores é crucial. Mas o entendimento docente da socialização estudantil convive com uma ambiguidade: os professores respeitam e incentivam a socialização com fins cognitivos; mas, ao mesmo tempo, desconhecem a realidade da vida cotidiana dos estudantes, e muitos se distanciam de modos de favorecer a socialização acadêmica afetiva e social. Simultaneamente, docentes e estudantes têm consciência de que eles não são somente consociados solidários no Ensino Superior, mas também são atores sociais e agentes educacionais interativos. A importância de estudos sobre a socialização é a de que os seus achados poderiam contribuir para se superar a “invisibilidade” fenomenológica da vida social comum dos estudantes no mundo acadêmico. Além de reforçar vínculos de pertencimento e de sentido cognitivo-afetivo, para docentes e estudantes, uma compreensão das características cotidianas da socialização estudantil provocaria novas inspirações para metodologias de ensino que também fossem mais críticas, inclusivas, sustentáveis e participativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jennifer Juliana Barreto Bezerra Costa, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Possui graduação em Pedagogia pela UFRN-universidade Federal do Rio Grande do Norte (2018). Mestre em Educação (2021), e doutoranda no Programa de Pós Graduação em Educação pela UFRN. Bolsista de doutorado do CNPq. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Pesquisa na área de Sociologia da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: socialização universitária e integração acadêmica.

Referências

ABERCROMBIE, Nicholas; HILL, Stephen; TURNER, Bryan S. The Penguin Dictionary of Sociology. 2. ed. London: Penguin Books, 1988.

BERGER, Peter L.; LUCKMANN, Thomas. A construção social da realidade. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 1997.

CAREGNATO, Célia E.; MIORANDO, Bernardo S.; BALDASSO, Júlio C. Socialização acadêmica de estudantes em uma universidade pública de pesquisa: variações da experiência estudantil na relação com o capital cultural. Educar em Revista, Curitiba, v. 38, e85949, 2022.

COSTA, Jennifer Juliana Barreto Bezerra. A socialização acadêmica e o seu impacto na vida estudantil: como os estudantes do curso de pedagogia se relacionam? 2021. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação, UFRN, Natal, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/123456789/43133. Acesso em: 15 set. 2023.

COULON, Alain. A condição de estudante: a entrada na vida universitária. Salvador: EDUFBA, 2008.

DIONÍSIO, Bruno Miguel. Sentidos estudantis da formação académica. CONGRESSO PORTUGUÊS DE SOCIOLOGIA, 5., 2004, Braga, 2004. Actas [...]. Porto: Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2011. v. 21. p. 121-139.

FERREIRA, Adir Luiz. Socialização na universidade: quando apenas estudar não é o suficiente. Educação em Questão, Natal, v. 48, n. 34, p. 116-140, jan./abr. 2014.

FERREIRA, Adir Luiz. Sobrevivência acadêmica: socialização e evasão estudantil no Ensino Superior. In: CHALETA, Elisa; FERREIRA, Adir; BELTRÁN, José (coords.). Formas de enseñar y aprender en Educación Superior/Faces do ensinar e do aprender no Ensino Superior. València: Institut de Creativitat i Innovacions Educatives/Univesitat de València, 2021. p. 490-516.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 13. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

GARFINKEL, Harold. Estudos de etnometodologia. Petrópolis: Vozes, 2018.

GRUSEC, Joan E.; HASTINGS, Paul D. Handbook of Socialization. 2nd ed. New York, NY: Guilford Publications, 2015.

HUBERMAN, Michaël. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, António. Vidas de professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2015. p. 31-61.

HUSSERL, Edmund. Ideias para uma fenomenologia pura e para uma filosofia fenomenológica. 5. ed. Aparecida: Ideias & Letras, 2014.

LIMA, Raquel G. Para além do ‘trânsfuga de classe’. A socialização plural em narrativas da primeira geração de formados no Ensino Superior. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 35, n. 104, p. 1-17, 2020.

MARIN, Lucas J.; STECANELA, Nilda. Convivência acadêmica e formação humana: dimensões de socialização no Ensino Superior. Revista Educação [Porto Alegre], v. 41, n. 1, p. 93-103, jan./abr. 2018.

MEDEIROS, Marília do Vale Góis Pacheco. A vida universitária e a socialização estudantil: relação entre estudantes de pedagogia e outros cursos da UFRN. 2020. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Educação, UFRN, Natal, 2020. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/123456789/29179. Acesso em: 15 set. 2023.

MEDEIROS, Natália Cristina de. A socialização como estratégia de sobrevivência acadêmica de estudantes no Ensino Superior (curso de pedagogia). 2018. Dissertação (Mestrado em Educação) – Curso de Mestrado em Educação, UFRN, Natal, 2018.

MERTON, Robert K. Social theory and social structure. New York: The Free Press, 1968.

MOREIRA, Franklandia L. Evasão no Ensino Superior: a socialização acadêmica interrompida no mundo universitário da UFRN. Dissertação (Mestrado em Educação) – Curso de Mestrado em Educação, UFRN, Natal, 2019. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/28002. Acesso em: 30 ago. 2023.

PAIVANDI, Saeed. Apprendre à l’université. Paris: De Boeck Supérieur, 2015.

PAIVANDI, Saeed. A relação com o aprender na universidade e o ambiente de estudos. Educação em Questão, Natal, v. 48, n. 34, p. 39-64, jan./abr. 2014.

PARSONS, Talcott; PLATT, Gerald M. Age, Social Structure, and Socialization in Higher Education. Sociology of Education, v. 43, n. 1, p. 1-37, Winter, 1970.

POWNEY, Janet; WATTS, Mike. Interviewing in educational research. London: Routledge & Kegan Paul, 1987.

ROSA, Maria Virgínia F. P. Couto; ARNOLDI, Marlene Aparecida G. C. A entrevista na pesquisa qualitativa: mecanismo para validação dos resultados. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

SCHUTZ, Alfred. Sobre fenomenologia e relações sociais. Petrópolis: Vozes, 2012.

SENNETT, Richard. Juntos. 3. ed. Rio de Janeiro: Record, 2015.

SIMMEL, Georg. Questões fundamentais da sociologia: indivíduo e sociedade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

SZYMANSKI, Heloisa (org.). A entrevista na pesquisa em educação: a prática reflexiva. Brasília: Plano Editora, 2002.

TURNER, Jonathan H. Sociologia: conceitos e aplicações. São Paulo: Makron Books, 2000.

URBANO, Edilene Dayse A. S. Quando a opção é continuar: estratégias de socialização e permanência de estudantes populares na pós-graduação. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Educação, UFRN, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/123456789/44653. Acesso em: 30 ago. 2023.

VAN DER MAREN, Jean-Marie. Méthodes de recherche pour l’éducation. 2. ed. Montréal: Les Presses de l’Université de Montréal, 1996.

Downloads

Publicado

2024-04-03

Como Citar

FERREIRA, Adir Luiz; COSTA, Jennifer Juliana Barreto Bezerra. A socialização dos estudantes no Ensino Superior no entendimento docente. Revista Linhas, Florianópolis, v. 25, n. 57, p. 168–199, 2024. DOI: 10.5965/1984723825572024168. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/24114. Acesso em: 19 abr. 2024.