Educação Especial, pandemia e o projeto educativo do capital: a produção de um consenso

THE PRODUCTION OF A CONSENSUS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/1984723822492021106

Resumo

Este artigo tem por objetivo trazer alguns elementos para a discussão sobre como está sendo produzido o consenso a respeito das propostas educacionais para a Educação Especial durante a pandemia da COVID-19. Para tanto, analiso documentos nacionais e de organizações empresariais que trazem orientações para a educação brasileira nesse momento específico e realizo o balanço de produções acadêmicas sobre “Educação Especial / COVID-19”, tendo em vista o alto número de publicações a esse respeito no último ano. Pode-se perceber que está em curso no Brasil o projeto de educação pública pautado pelo capital, o qual está sendo intensificado durante a pandemia. No caso da Educação Especial, a proposta do governo, dos grupos empresariais e de grande parte dos pesquisadores está coesa, seja no ensino remoto ou nas aulas presenciais, o foco está na necessária adaptação e treinamento do professor, na exaltação do uso das tecnologias e na flexibilização curricular para os estudantes dessa modalidade de ensino. A relação família-escola também é um fator de comum acordo, indicado como algo insuficiente antes da pandemia e que hoje ganha força, sendo visto como o resultado positivo da tragédia sanitária que o mundo está vivendo. Os consensos produzidos resultam, em suma, na implementação da privatização da escola pública, em suas diversas dimensões, escancarada na pandemia e potencializada também nas indicações para a Educação Especial na escola regular.

Downloads

Publicado

2021-07-21

Como Citar

VAZ, K. Educação Especial, pandemia e o projeto educativo do capital: a produção de um consenso: THE PRODUCTION OF A CONSENSUS. Revista Linhas, Florianópolis, v. 22, n. 49, p. 106 - 131, 2021. DOI: 10.5965/1984723822492021106. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/20062. Acesso em: 30 nov. 2021.