Mulheres e o debate interamericano sobre a infância nas primeiras décadas do século XX: Do pioneirismo ao apagamento histórico

Autores

  • Andréa Bezerra Cordeiro UFPR - Universidade Federal do Paraná http://lattes.cnpq.br/0023333537142389

Resumo

Discutir a infância assume crescente importância na agenda política e científica das nações no início do século XX. Na América do Sul os primeiros foros de debates sobre a infância partem, sobretudo da Liga para los Derechos de la Mujer y el Niño  organização socialista-feminista argentina à frente da organização do Primeiro Congresso Americano da Criança. No entanto a participação deste grupo será, no correr da história dos congressos da criança, diluída nos documentos e praticamente apagada da memória destes eventos. Discutir o esforço de apagamento e as estratégias de neutralização do papel da mulher frente às políticas para infância na América no período é o que pretende este artigo.

Biografia do Autor

Andréa Bezerra Cordeiro, UFPR - Universidade Federal do Paraná http://lattes.cnpq.br/0023333537142389

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Paraná, na linha de História e Historiografia da Educação (2015). Possui mestrado em Educação pela Universidade Federal do Paraná (2005) e é graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Paraná (2000). Professora Adjunta no Departamento de Planejamento e Administração Escolar do Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná. É vice coordenadora do Projeto de Extensão História e Memórias da Educação , da Universidade Federal do Paraná. Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Infância e Educação Infantil (NEPIE-UFPR). Foi bolsista Capes durante seu mestrado e realizou parte de sua pesquisa de doutorado no exterior em 2013 com fomento de bolsa CAPES no Programa de Doutorado Sandwich no Exterior, no Departamento de Antropologia Social da Universidad de la República, em Montevidéu, Uruguai. Suas pesquisas dedicam-se principalmente à Estudos e História da Infância na América Latina, história da educação, história da cultura material e arquivos escolares, história das mulheres nos movimentos pan-americanos em prol da infância, história editorial da literatura infantil.Tem experiência na área de Educação Básica, atuando com Formação de Professores e como professora e coordenadora pedagógica escolar no Ensino Fundamental e Educação Infantil.

Downloads

Publicado

2018-09-14

Como Citar

CORDEIRO, A. B. Mulheres e o debate interamericano sobre a infância nas primeiras décadas do século XX: Do pioneirismo ao apagamento histórico. Revista Linhas, Florianópolis, v. 19, n. 41, p. 350 - 378, 2018. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/1984723819412018350. Acesso em: 24 jul. 2021.