A educação da pessoa com deficiência visual: marcos históricos e políticos da formação e atuação docente

Autores

  • Rogério Sousa Pires IFC
  • Reginaldo Leandro Plácido IFC - Araquari

Resumo

A diversidade humana tem desafiado a educação contemporânea à convivência com as diferenças, em particular com as pessoas deficientes visuais, protagonistas do presente estudo, que propõe analisar o Plano Nacional de Educação, Lei nº 13.005, Meta 4, e em específico as estratégias que tratam da formação e atuação docente em articulação com a atual Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Um panorama histórico e político do atendimento educacional a deficientes visuais, de meados do século XIX a início do XXI, será delineado para uma compreensão dos atuais desafios anunciados pelas políticas públicas, que consideram a articulação precípua entre a formação de professores e as práticas pedagógicas no que tange o Atendimento Educacional Especializado (AEE). Portanto, constitui-se objetivo deste estudo problematizar a educação da pessoa com deficiência visual nas discussões da formação de professores. Para tanto, contamos com as contribuições de autores como: Marcos José Mazzota e Elcie Masini, que elucidam os principais fatos e momentos históricos, assim como a evolução do atendimento educacional ao deficiente visual, bem como possibilitam discutir as ações governamentais no âmbito da formação e atuação docente. A metodologia da pesquisa segue a abordagem bibliográfica, que permite adensar analiticamente a problemática da formação de professores e a questão das práticas pedagógicas. Mas, todas essas recomendações legais e educacionais aqui exploradas, revelam a necessidade constante de revisitar a realidade da educação brasileira na busca de superação das dificuldades impostas pela deficiência visual na proposição de uma ação contínua.

Palavras-chave: Educação. Deficientes Visuais. Professores. Formação.

Biografia do Autor

Rogério Sousa Pires, IFC

possui doutorado em Educação pela Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Metodista de Piracicaba -UNIMEP e mestrado em Ciências da Religião pela Faculdade de Filosofia da Universidade Metodista de São Paulo - UMESP e graduação em Teologia pela mesma instituição. Licenciado em Pedagogia pela Universidade Luterana do Brasil - ULBRA. Tem experiência na Educação Básica e Ensino Superior nas áreas de Humanas e Sociais aplicadas, atuando principalmente nos seguintes temas: filosofia, sociologia, educação especial, educação inclusiva, formação docente e ciências da religião. Desenvolveu pesquisa na UNIMEP junto ao Programa de Apoio à Educação Especial PROESP/CAPES investigando as experiências educacionais da pessoa com deficiência visual na rede estadual de educação de Piracicaba e região. Atualmente é docente do Instituto Federal Catarinense nos cursos de graduação e pós-graduação.

Reginaldo Leandro Plácido, IFC - Araquari

Doutorado em Educação pela UNIMEP (Capes 5). Doutoramento Intercalar em História da Educação na Universidade de Lisboa, Mestre em Teologia e História pelo IEPG da Escola Superior de Teologia (Capes 7). Graduação em Pedagogia pela Univille (2005) e graduação em Teologia pelo Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix. Professor EBTT do Instituto Federal Catarinense, campus Araquari. Coordenador Geral de Programas e Políticas de Ensino (Pró-reitoria de Ensino) do Instituto Federal Catarinense Participa dos grupos de Pesquisa: Educação e Protestantismo - GPEP (UNIMEP-SP); Saberes, Fazeres e Discursos da Docência (IFC); Observatório social: culturas, linguagens e subjetividades (IFC). Desenvolve Pesquisa em História das instituições escolares; História, Filosofia e Política da Educação na Primeira República; História e Teologia do Protestantismo no Brasil; Educação e Sustentabilidade

 

Downloads

Publicado

2018-02-20

Como Citar

PIRES, R. S.; PLÁCIDO, R. L. A educação da pessoa com deficiência visual: marcos históricos e políticos da formação e atuação docente. Revista Linhas, Florianópolis, v. 19, n. 39, p. 30 - 54, 2018. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/1984723819392018030. Acesso em: 24 out. 2021.