Ensino por investigação: concepções dos alunos de licenciatura em Ciências da Natureza acerca da importância de atividades investigativas em espaços não formais

Autores

  • Maria das Graças Cleophas Universidade Federal da Integração Latino-Americana

Resumo

O presente artigo discute as concepções de um grupo de futuros professores de Ciências da Natureza, extraídas a partir da realização de uma aula em um espaço não formal de ensino, em uma visita guiada ao Delta do Parnaíba – PI. As atividades propostas foram realizadas sob a luz do ensino por investigação, tendo como aporte os construtos da teoria sociointeracionista de Vygotsky. A metodologia empregada é de cunho qualitativo e teve como intuito a coleta de dados que pudessem conduzir a uma imersão nos valores que estão sendo adquiridos sobre a docência por estes alunos. Os resultados demonstram o perfil do processo de construção identitária em relação aos seus saberes docentes.

Palavras-chave: Ensino por investigação; Espaços não formais; Formação inicial docente; Saberes docentes.

Biografia do Autor

Maria das Graças Cleophas, Universidade Federal da Integração Latino-Americana

Instituto Latino-Americano da Ciências da Vida e da Natureza (ILACVN), Ensino de Química, Professora.

Downloads

Publicado

2016-05-30

Como Citar

CLEOPHAS, M. das G. Ensino por investigação: concepções dos alunos de licenciatura em Ciências da Natureza acerca da importância de atividades investigativas em espaços não formais. Revista Linhas, Florianópolis, v. 17, n. 34, p. 266 - 298, 2016. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/1984723817342016266. Acesso em: 29 jul. 2021.