Modelando a Infância: a influência dos colégios jesuítas e das escolas de caridade na institucionalização da didática <br><br /><font size="-1"> Modeling Childhood: jesuits and charity schools influence in the institutionalization of didactics</font><br />

Autores

  • Simone Ballmann de Campos Instituto Catarinense de Pós-Graduação e Centro Educacional Menino Jesus

Resumo

Desde o século XVI os Colégios Jesuítas e as Escolas de Caridade exerceram influência na institucionalização da didática, da disciplina, do método, do currículo escolar e também na visão homogeneizadora da infância. O presente artigo sugere que os educadores conheçam a gênese da escolarização para que identifiquem a função que esses modelos escolares exercem no universo educacional e, em conseqüência, ressignifiquem constantemente suas concepções.

Palavras-Chave: Didática. Escolarização. Disciplina.

 

Abstract: Since the 16th century, the Jesuits schools and the Charity Schools have influenced the institutionalization of the didacticism, of the discipline, of the method, of the school curriculum and also in a vision homogenized of childhood. The present article suggests that the educators become acquainted with the genesis of education, so that they can identify their function in the educational universe and, in consequence, constantly resignify its conceptions.

Keywords: Didactics. Education. Discipline.

Biografia do Autor

Simone Ballmann de Campos, Instituto Catarinense de Pós-Graduação e Centro Educacional Menino Jesus

Pedagoga, Psicopedagoga e Mestre em Educação e Cultura. Coordenadora pedagógica no Centro Educacional Menino Jesus e no Instituto Catarinense de Pós-Graduação.

Downloads

Publicado

2009-03-09

Como Citar

BALLMANN DE CAMPOS, S. Modelando a Infância: a influência dos colégios jesuítas e das escolas de caridade na institucionalização da didática <br><br /><font size="-1"> Modeling Childhood: jesuits and charity schools influence in the institutionalization of didactics</font><br />. Revista Linhas, Florianópolis, v. 9, n. 2, 2009. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/linhas/article/view/1411. Acesso em: 29 jul. 2021.

Edição

Seção

Artigo