Acessibilidade da TV Digital Interativa para Deficientes Visuais

Autores

  • Marília Matos Gonçalves Universidade Federal de Santa Catarina
  • Giorgio Gilwan Silva UNIVALI / UFSC
  • Robson Freire UNIVALI

Resumo

O objetivo deste estudo foi identificar junto aos portadores de deficiências visuais (pessoas cegas e com deficiências visuais graves), o que sentem e dizem sobre os recursos de acessibilidade em relação aos equipamentos e conteúdo da programação da televisão digital interativa. Utilizou-se a pesquisa qualitativa e exploratória, nos procedimentos de pesquisa de campo, aplicada com a técnica grupo focal, tendo como amostra da coleta de dados, deficientes visuais. Para a análise dos resultados foi aplicado o método do discurso do sujeito coletivo. Os resultados da pesquisa evidenciaram que a forma como são transmitidos os conteúdos da Televisão Digital Interativa e as informações, pela televisão, priva os deficientes visuais do direito ao acesso e entendimento da programação.

Biografia do Autor

Marília Matos Gonçalves, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Licenciatura em Educação Artística (Desenho) pela Universidade do Estado de Santa Catarina (1995), graduação em Bacharel em Design - habilitação em Design Gráfico pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005). Atualmente é professor adjunto iii da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: hipermídia, design, design gráfico, acessibilidade e moda. Atua nos Grupos de Pesquisa: Núcleo de Acessibilidade Digital e Tecnologias Assistivas e LOGO - Laboratório de Orientação da Gênese Organizacional.

Giorgio Gilwan Silva, UNIVALI / UFSC

Atua como Coordenador dos Cursos Tecnológicos de Design Gráfico e Fotografia e do Bacharelado em Design com linha de formação em Design de Jogos e Entretenimento Digital na UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí no Campus Florianópolis. Possui graduação em Design Gráfico UDESC (2005), Especialização em Design Gráfico e Estratégia Corporativa UNIVALI (2006) e Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da Universidade Federal de Santa Catarina EGC/UFSC no Projeto Formação de Recursos Humanos para TV Digital com Foco em Conteúdo e Serviços (2011),Doutorando em Design e Expressão Gráfica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) . Tem experiência de mercado e de ensino nas áreas de Design Gráfico. Professor da UNIVALI, cursos de Design Gráfico, Produção Publicitária e Fotografia. Coordenador do Laboratório de Criação Digital.

Robson Freire, UNIVALI

Mestre em Administração pela UNIVALI (SC) e bolsista CAPES. Pós-Graduado em nível de Especialização em Marketing para Gestão Empresarial (2007) e em Gestão de Recursos Humanos (2005), pela Universidade Federal de Santa Catarina. Graduado em Administração de Empresas pelo ICES-MG (1996). Integrante do Grupo de Pesquisa Gestão Ambiental e Social (GAS) da UNIVALI. Tem experiência empresarial na área de administração, pequenas empresas, marketing e publicidade e propaganda. Atua como Coordenador do Curso de Pós-graduação em nível de Especialização do Curso de Marketing Criativo, Coordenador do Curso de Produção Publiicitária, professor de graduação, pós-graduação e MBA's nas seguintes disciplinas: Pesquisa de Mercado, Marketing, Gestão estratégica, Empreendedorismo e Gestão de projetos. Áreas de interesse: responsabilidade social corporativa, ética, estratégia, marketing e empreendorismo. Possui artigos publicados em congressos nacionais e internacionais sobre esses temas.

Downloads

Publicado

2015-11-27