Quadrinhos Tátil: a Manufatura Rápida auxiliando na tecnologia assistiva para deficientes visuais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2316796312242023138

Palavras-chave:

HQ tátil, manufatura rápida, tecnologia assistiva

Resumo

Pessoas com deficiência visual necessitam do uso de tecnologias assistivas para acessar Histórias em Quadrinhos (HQ), como a escrita em braille e o desenho em alto-relevo. Em vista disso, este trabalho tem como objetivo aplicar o design ao desenvolvimento de uma HQ tátil para deficientes visuais. Utilizando a metodologia do design, com foco nas três macroáreas e a prototipagem iterativa. Um protótipo de HQ tátil foi desenvolvido ao final deste trabalho utilizando a tecnologia assistiva e a manufatura rápida para a inclusão de deficientes visuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliete Auxiliadora Assunção Ourives, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduação em Engenharia Sanitária, Graduação em Design de Produto, Especialização em Saúde e Meio ambiente, Mestrado em Ciências e Tecnologia de Alimentos, Doutorado em Engenharia de produção, Pós-doutorado em Design e Doutoranda em Design.

Milton Luiz Horn Vieira, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduação em Engenharia Mecânica, Especialização em Engenharia química, Doutorado em Engenharia de Produção.

Luiz Fernando Gonçalves de Figueiredo , Universidade Federal de Santa Catarina

Graduação em Engenharia Sanitária, Mestrado em Engenharia civil, Doutorado em Engenharia de Produção e Pós-doutorado em Tecnologia Ambiental.

Marcio Lima Soares, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduação em Design de Moda, Mestrado em Design e Doutorando em Design.

José Francisco Peligrino Xavier, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduação em Design Gráfico, Mestrado em Educação e Doutorando em Design.

Álvaro Morona Cacciatori, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduação em Animação.

Gleyston Barbosa Martins, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduação em Animação.

Referências

BARBOSA, Ana Laura Campos. Redimensionando a linguagem das histórias em quadrinhos para incluir a pessoa com deficiência

visual. 2021. 124 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado Profissional em Gestão da informação e do Conhecimento, Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2021.

BRAILE AUTHORITY OF NORTH AMERICA. 2010. Guidelines and

Standards for Tactile Graphics. Canadá, Estados Unidos: The Braille Authority Of North America, 2010. 362p. Disponível em: https://www.brailleauthority.org/tg/tg-pdf.zip. Acesso em: 25 jul. 2023.

BRASIL. Subsecretaria Nacional de Promoção dos Direitos da pessoa com Deficiência. Comitê de Ajudas Técnicas. Tecnologia Assistiva. Brasília, CORDE, 2009, 138 p.

GODOY, Shirley Alves. Convivendo e aprendendo com a pessoa cega: Manual de orientações básicas para docentes e comunidades, p. 73 - 80. In: SEMINÁRIO SOBRE INCLUSÃO NO ENSINO SUPERIOR - O ESTUDANTE CEGO E SURDOCEGO, n. 3.

Anais do 3º Seminário Sobre Inclusão no Ensino Superior. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2012.

HCD. Human Centered Design: kit de ferramentas. Califórnia: IDEO, 2011. Disponível em: bit.ly/43Nn3lH. Acesso em: 28 jul. 2023.

BRAILE AUTHORITY OF NORTH AMERICA. 2010: Guidelines and

Standards for Tactile Graphics. Canadá, Estados Unidos: The Braile Authority Of North America, 2010. 362 p. Disponível em: https://www.brailleauthority.org/tg/tg-pdf.zip. Acesso em: 25 jul. 2023.

AZÉMA, Marc. Prehistoric Cave Art: from image to graphic narration. Paragraph, Edinburgh, v. 44, n. 3, p. 379-393, nov. 2021. Semestral. Edinburgh University Press. http://dx.doi.org/10.3366/para.2021.0377. Disponível em: https://www.euppublishing.com/doi/full/10.3366/para.2021.0377? role=tab. Acesso em: 25 jul. 2023.

RAMA, Angela. Como usar as histórias em quadrinhos na sala de aula. Editora Contexto, 2015.

JARCEM, René Gomes Rodrigues. História das histórias em quadrinhos. História, imagem e narrativas, v. 3, n. 5, p. 1-9, 2007.

EISNER, Will. Comics and sequential art: Principles and practices from the legendary cartoonist. WW Norton & Company, 2008.

Conheça o Brasil – População Pessoas com Deficiência. Disponível em: https://educa.ibge.gov.br/jovens/conheca-o-brasil/populacao/20551- pessoas-comdeficiencia.html . Acesso em 28 de julho de 2023. E IBGE 2012 - https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao/9662-censo-demografico- 2010.html?edicao=9749&t=destaques

Godoy SA. Convivendo e aprendendo com a pessoa cega: Manual de orientações básicas para docentes e comunidade. In: III SIES - Seminário sobre Inclusão no Ensino Superior O estudante cego e surdocego. Londrina: Universidade Estadual de Londrina; 2012.

Kintsch, A. and dePaula, R. A Framework for the Adoption of Assistive Technology. in

SWAAAC 2002: Supporting Learning Through Assistive Technology. 2002. Winter Park,

CO: Assistive Technology Partners

FROBOESE DA SILVA, Eloar et al. Impressão 3D aplicada à tecnologia assistiva. Revista

Destaques Acadêmicos, v. 12, n. 4, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.22410/issn.2176-

v12i4a2020.2657. Disponível em: http://univates.br/revistas/index.php/destaques/article/view/2657. Acesso em: 01 dez.

Kapperman, G., Sticken, J., & Heinze, T. (2002). Survey of the use of Assistive Technology by Illinois Students who are Visually Impaired. Journal of Visual Impairment & Blindness, 96(2), 106-108. https://doi.org/10.1177/0145482X0209600205

Downloads

Publicado

2023-12-13

Como Citar

OURIVES, Eliete Auxiliadora Assunção; VIEIRA, Milton Luiz Horn; FIGUEIREDO , Luiz Fernando Gonçalves de; SOARES, Marcio Lima; XAVIER, José Francisco Peligrino; CACCIATORI, Álvaro Morona; MARTINS, Gleyston Barbosa. Quadrinhos Tátil: a Manufatura Rápida auxiliando na tecnologia assistiva para deficientes visuais. Human Factors in Design, Florianópolis, v. 12, n. 24, p. 138–148, 2023. DOI: 10.5965/2316796312242023138. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/hfd/article/view/24585. Acesso em: 13 abr. 2024.