Protótipo de aplicativo em realidade aumentada para a exposição de arte online com ênfase no público daltônico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2316796312232023032

Palavras-chave:

realidade aumentada, arte, usabilidade, acessibilidade, daltonismo, experiência do usuário

Resumo

O objetivo desta pesquisa é a proposição de um protótipo de aplicativo em realidade aumentada para a exposição de arte online com ênfase no público daltônico. A incorporação dos preceitos de usabilidade, acessibilidade foram considerados. Os sujeitos entrevistados na primeira etapa consistiram em 3 artistas especialistas em realidade aumentada. Com base no feedback, a segunda etapa versou no aprimoramento da interface, posteriormente, 3 amostras de sujeitos com daltonismo incorporam o estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréa Silva Souza, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Atualmente trabalha na empresa Ativa Gerenciamento como Associate Product Designer. Em 2021 trabalhou na empresa Arcadis como Analista de Inovação Digital Júnior; em 2012 trabalhou no Núcleo de Coordenação e Informação do Ponto BR. Pós doutorado em artes pela Universidade Estadual Paulista; Mestre em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e Bacharel em Design com Habilitação em Projeto de Produtos pela Universidade do Estado do Pará.

Referências

Anna Zhilyaeva. Disponível em:< https://youtu.be/7J7AeJU_MGE>.Acesso em 25, set. 2020.

AZUMA, R., BAILLOT, Y., BEHRINGER, R., FEINER, S., JULIER, S., MACINTYRE, B. Recent Advances in Augmented Reality. Computers & Graphics, v.21, n.6, p. 34-47, 2001.

BONSIEPE, G. Design: do material ao digital. Florianópolis: FIESC/IEL, 1997.

BRAGA, Marta. Diretrizes para o design de mídias em realidade aumentada: situar a aprendizagem colaborativa online. Florianópolis, 2013. Tese. (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

BRIGGS, Asa; BURKE, Peter. Uma história social da mídia: de Gutenberg à Internet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

CARDOSO, Rafael. Uma introdução a história do design. São Paulo: Blucher, 2008.

CGI. Disponível em:< http://www.cgi.br/sobre/> .Acessado em Jun, 2016.

Char Davies. Disponível em < http://www.immersence.com/biography/>.Acesso em 25, set. 2020.

DIAS, Cláudia. Usabilidade na Web Criando portais mais acessíveis. Rio de janeiro: Altabooks, 2007.

FARINA, M.; PEREZ; C.; BASTOS D. Psicodinâmica das cores em comunicação. São Paulo: Blucher, 2011;

Giovanni Nakpil. Disponível em < https://youtu.be/YhGg6sDTkUg >.Acesso em 25, set. 2020.

IQBAL, M.; NADEEM, A.; KHURAM, S.; NAQVI, M.; FEROZ, I. Usability aspects of adaptive mobile interfaces for colour-blind and vision deficient users. International Journal of Computer Science and Network Security, Paquistão, v.18, n.10, p 179-189, outubro 2018.

JOHNSON, S. Cultura da interface: como o computador transforma nossa maneira de criar e comunicar. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

Jon Rafman. Disponível em < https://jonrafman.com/>.Acesso em 25, set. 2020.

LAUREL, B. Computer as a theatre. Reading, Mass.: Addison-Wesley, 1993.

Nicola Plant. Disponível em < http://nicolaplant.co.uk/>.Acesso em 25, set. 2020.

NIELSEN, J. The Usabilitv Engineering Life Cycle. San Francisco: Morgan Kaufmann, 1994.

NIELSEN, J.; LORANGER, H. Usabilidade na web: projetando websites com qualidade. Rio de Janeiro: Elsevier, 2014.

Organização Mundial da Saúde. Disponível em: < https://www.who.int/pt >.Acesso em nov., 2022.

Rachel Rosin. Disponível em <https://youtu.be/T9chHEEp-0M>.Acesso em 25, set. 2020.

Roberta Carvalho. Disponível em < https://www.robertacarvalho.art.br/ >.Acesso em 25, set. 2020.

ROCHA, H.; BARANAUSKAS, M. Design e avaliação de interfaces-humano-computador. São Paulo: Unicamp, 2003.

Sami Akl. Disponível em < http://www.samiakl.com/artista.asp >.Acesso em 25, set. 2020.

SCOLARI, C. Interfaces: Seven Laws. USA: SLAB, 2009.

SZCZUROWSK, Krzysztofi; SMITH, Matt. Emulating Perceptual Experience of Color Vision Deficiency with Virtual Reality. In: Universal Design & Higher Education in Transformation Congress, 2018. Anais do Congresso de educação e design, Dublin Castle, p. 2-12.

UMINHO MUSEU. Breve história da Internet. Disponível em: < http://piano.dsi.uminho.pt/museuv/INTERNET.PDF>. Acessado em Jun, 2016.

VAZ, R.; FERNANDES, P.; VEIGA, A. Interactive technologie in museums: how digital installations and media are enhancing the visitors’ experience. Advances in Hospitality, Tourism, and the Services Industry, Portugal, p. 30-53, 2018.

YAMADA; V.; MARTINS, L. Indústria 4.0: um comparativo da indústria brasileira perante o mundo. Terra & Cult, Filadélfia, v.34, n. especial, p. 95-109, 2018.

WORLD WIDE WEB CONSORTIUM (W3C), 2008. Produzido por: LEE, Tim Berners.

ZAHRA, A; BREWE, S.; LAWTON, H. Essential components of mobile web accessibility. In: W4A '13: Proceedings of the 10th International Cross-Disciplinary Conference on Web Accessibility, 2013. Anais do X Congresso de Acessibilidade Web, p.1-4.

Downloads

Publicado

2023-10-18

Como Citar

SOUZA, Andréa Silva. Protótipo de aplicativo em realidade aumentada para a exposição de arte online com ênfase no público daltônico. Human Factors in Design, Florianópolis, v. 12, n. 23, 2023. DOI: 10.5965/2316796312232023032. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/hfd/article/view/22933. Acesso em: 21 fev. 2024.