Análise ergonômica do espaço físico do home office de professores nos institutos federais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5965/2316796312232023071

Palavras-chave:

ergonomia física, professor, home office, teletrabalho

Resumo

A pesquisa tem o objetivo de avaliar o espaço físico do home office utilizado por docentes, tendo como base os domínios de especialização da ergonomia e a NR-17, justificada pelo contexto da pandemia do novo coronavírus, que transformou as atividades profissionais. De natureza aplicada, com abordagem qualitativa e com objetivos exploratório e descritivo, o estudo foi desenvolvido em quatro fases: (1) levantamento de dados; (2) desenvolvimento e aplicação de questionário; (3) análise e tratamento de dados e (4) contribuições ergonômicas. Entende-se que a ergonomia pode contribuir para o planejamento estratégico das instituições educacionais, seja na modalidade presencial ou a distância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mara Rubia Theis, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina

Doutoranda em Design, Pós Design, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mestra em Design; Especialista em Educação de Jovens e Adultos; Bacharel em Design de Moda. Professora e extensionista no Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC/JAR, atua nos cursos de graduação em Design de Moda e técnico em Modelagem do Vestuário. Pesquisadora nos temas de Design de Moda em áreas como: ergonomia; métodos de desenho de roupas e corpo humano, modelagem de roupas (bidimensional e tridimensional), sustentabilidade e processos criativos.

Luís Cláudio de Melo Brito Rocha, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando em Design (UFSC), Mestre em Design (CESAR), Especialista em Direção de Arte em Propaganda pela (USCS), Licenciatura em Artes Visuais (IFMA) e Graduado em Publicidade e Propaganda (UniCeuma). Diagramador no Instituto Federal do Maranhão.

Eduardo Evangelista, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando em Design (UFSC), Mestre e Especialista em Design (UFSC) e Bacharel em Artes Visuais (UNESC). Atua como professor na universidade UNISATC em Criciúma-SC, nas áreas de Design e Jornalismo. Além do design, é apaixonado por quadrinhos, ilustrações e cultura nerd.

Isabel Carvalho, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutoranda em Design pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Mestra em Design (UFSC); Bacharel em Design de Produto pela Universidade de Brasília (UnB). Pesquisadora nos temas de Design de Jogos; Design de prótese; ergonomia; metodologia em design. Paixão por videogames e acessibilidade. 

Eugenio Andrés Díaz Merino, Universidade Federal de Santa Catarina

Professor Titular da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) no Programa de Pós-graduação em Design e Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção. Coordena o Núcleo de Gestão de Design e o Laboratório de Design e Usabilidade. Titulação: Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina. Pesquisador PQ 1A, no CNPq.

Referências

ABERGO - Associação Brasileira de Ergonomia. Website: ABERGO: Início. Acesso em 20 jun.2021.

ARARIPE, Fátima Aurilane de Aguiar Lima et al. Aspectos ergonômicos e distanciamento social enfrentados por docentes de graduações a distância durante a pandemia. Revista Docência do Ensino Superior, v. 10, p. 1-19, 2020.

BATISTA, Elder Breno dos Santos. Home office na educação: um estudo sobre o trabalho remoto de professores em tempos de pandemia. 2020. Trabalho de Conclusão de Graduação. Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Disponível em: https://monografias.ufrn.br/jspui/bitstream/123456789/10893/1/HomeOfficeEducacao_Batista_2020.pdf. Acesso em 15 jun. 2021.

BORTOLAN, G. M. Z.; DOMENECH, S. C.; FERREIRA, M. G. G. Experiência do usuário de home office: uma análise da literatura. Human Factors in Design, Florianópolis, v. 10, n. 19, 2021. DOI: 10.5965/2316796310192021137. Disponível em: https://www.revistas.udesc.br/index.php/hfd/article/view/19667. Acesso em: 14 ago. 2021.

BRASIL, Ministério da Educação, (2021). Como surgiu a profissão. Brasília, MEC/SEF. Disponível em: MEC - Seja um professor. Acesso em: 28 jun. 2021.

BRASIL. Norma Regulamentadora Nº 17 (NR-17). Ministério do Trabalho e Previdência. 2020.

BRASIL. Classificação Brasileira de Ocupações: CBO – 2010 – 3. ed. Brasília: MTE, SPPE, 2010. Disponível em: Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Acesso 24 jul.2021.

BRASIL. Norma Regulamentadora No. 1 (NR-1) - Disposições Gerais e Gerenciamento de Riscos Ocupacionais. Portaria SEPRT n.º 6.730, de 09 de março de 2020. Disponível em: https://www.gov.br/trabalho-e-previdencia/. Acesso em: 08 dez. 2021.

BRASIL. Norma Regulamentadora n° 17 - Ergonomia. Portaria MTb n.º 877, de 24 de outubro de 2018. Disponível em: NR 17 - ERGONOMIA (www.gov.br). Acesso em: 28 jun. 2021.

BRASIL Decreto-Lei nº 5.452, de 01 de maio de 1943. Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/DecretoLei/Del5452.htm#art62iii. Acesso em: 28 jun. 2021.

BRIDI, Maria Aparecida. et al. Relatório técnico-científico da pesquisa-o trabalho remoto/home-office no contexto da pandemia Covid-19: trabalho docente, setores público e privado e questões de gênero - parte II [recurso eletrônico] In: Maria Aparecida Bridi (Coordenadora) et al. - Curitiba: Universidade Federal do Paraná, Grupo de Estudos Trabalho e Sociedade, 2020. Disponível em: Cópia de RELATÓRIO TÉCNICO DA PESQUISA: O TRABALHO REMOTO/HOME-OFFICE NO CONTEXTO DA PANDEMIA COVID-19. Acesso 16 jun.2021.

CORLETT, E. N.; MANENICA, I. The effects and measurement of working postures. Applied Ergonomics, v. 11, nº 1, p. 7-16, 1980. Disponível em: https://doi.org/10.1016/0003-6870(80)90115-5. Acesso em: 21 mai. 2021.

JACKSON, José Marçal; LIMA, Francisco de Paula Antunes. Análise Ergonômica do Trabalho no Brasil: transferência tecnológica bem-sucedida?. Revista brasileira de saúde ocupacional, v. 40, p. 12-17, 2015.

G1. Fone de ouvido deve ser usado com volume, no máximo, pela metade: limite seguro de som contínuo para o ouvido é de 80 decibéis. poluição sonora também é um dos fatores que podem causar zumbido. Limite seguro de som contínuo para o ouvido é de 80 decibéis. Poluição sonora também é um dos fatores que podem causar zumbido. 2011. Disponível em: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2011/11/fone-de-ouvido-deve-ser-usado-com-volume-no-maximo-pela-metade.html. Acesso em: 17 jun. 2021.

GILBERT, Lindsay Morgan. Wellness and Productivity Perceptions of General and Special Education High School Teachers: A Case Study. 2019. Tese de Doutorado. Grand Canyon University. Disponível em: <https://www.proquest.com/docview/2316847470?pq-origsite=gscholar&fromopenview=true>. Acesso em 21 mai. 2021.

IEA. What Is Ergonomics?. (2020). Disponível em: https://iea.cc/what-is-ergonomics/. Acessado em: 02 jul.2021.

IIDA, Itiro; BUARQUE, Lia. Ergonomia: projeto e produção. 3ª ed. rev. São Paulo: Blucher, 2016.

MAGER, Gabriela Botelho; MERINO, Eugenio. A contribuição da ergonomia no design de home offices. 2012. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/1839>. Acesso em 20 Jun. 2021.

Manual de Aplicação da Norma Regulamentadora 17.2. ed. Brasília: MTE, SIT, 2002.

MPT, Ministério Público do Trabalho, Nota técnica, Brasília, 2020, Disponível em: <https://mpt.mp.br/pgt/noticias/nota-tecnica-n-17-sobre-trabalho-remoto-gt-covid-19-e-gt-nanotecnologia-2.pdf>

MORAES, Anamaria de; MONT’ALVÃO, Claudia. Ergonomia: conceitos e aplicações. 2AB. Rio de Janeiro, 2012.

SILVA, Jefferson Peixoto da. Quando o trabalho invade a vida: um estudo sobre a relação trabalho, vida pessoal cotidiana e saúde de professores do ensino regular e integral de São Paulo. 2018. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo. <https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-28062018-083933/pt-br.php>. Acesso em 19 mai. 2021.

TABAH, June; GERA, Maria Zita Figueiredo. Uma abordagem sistêmica da ergonomia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS, 7., 2011, Franca. Anais [...] Franca: Unifacef, 2011. p. 197-208. Disponível em: <https://eventos.unifacef.com.br/cbs/2011/artigos/B_08_Tabah_Gera.pdf Acesso em: 24 Abr. 2021

TILLEY, A. R.; DREYFUSS, H. As medidas do homem e da mulher: fatores humanos em design. Porto Alegre: Bookman, 2005.

Downloads

Publicado

2023-10-18

Como Citar

THEIS, Mara Rubia; ROCHA, Luís Cláudio de Melo Brito; EVANGELISTA, Eduardo; CARVALHO, Isabel; MERINO, Eugenio Andrés Díaz. Análise ergonômica do espaço físico do home office de professores nos institutos federais. Human Factors in Design, Florianópolis, v. 12, n. 23, 2023. DOI: 10.5965/2316796312232023071. Disponível em: https://periodicos.udesc.br/index.php/hfd/article/view/21790. Acesso em: 24 fev. 2024.