Viola de cocho: da tradição pantaneira a patrimônio imaterial brasileiro

Autores

  • Antenor Ferreira Corrêa Universidade de Brasília
  • Clóvis Borges Mozarteum São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5965/1808312905072010333

Palavras-chave:

viola de cocho, processo de tombamento, cururu, siriri

Resumo

A viola de cocho é um instrumento típico da cultura mato-grossense, porém pouco conhecido da maioria dos brasileiros. Utilizada como acompanhadora dos gêneros musicais tradicionais cururu e siriri, a viola de cocho teve seu ‘modo fazer’ inscrito no Livro do Registro dos Saberes, sendo assim, tombada como patrimônio imaterial pelo IPHAN. No presente texto (recorte de pesquisa de Iniciação Científica) intenta-se, primeiramente, apresentar esse instrumento considerando suas origens e as modificações que recebeu com intuito de adaptar-se às condições e demandas pantaneiras. A seguir, descreve-se resumidamente o referido trâmite de tombamento de modo a fornecer material para a análise dos desdobramentos ocasionados com essa iniciativa, concluindo com a constatação dos sub-produtos gerados nesse processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-10-31

Como Citar

Ferreira Corrêa, A., & Borges, C. (2018). Viola de cocho: da tradição pantaneira a patrimônio imaterial brasileiro. DAPesquisa, 5(7), 333-345. https://doi.org/10.5965/1808312905072010333

Edição

Seção

Música