Teatralidades no Corpo: O espaço cênico somos nós

Marina Marcondes Machado

Resumo


Este texto aproxima a psicologia fenomenológica ao teatro contemporâneo discutindo as noções de espacialidade e
corporalidade, a partir do pensamento do filósofo Maurice Merleau-Ponty. Com base no princípio fenomenológico de que somos “seres em situação”, a autora propõe que nosso corpo pode ser, ele mesmo, cenário de uma teatralidade intensamente experienciada por meio de estados, lugares e atmosferas, algo que pode nos fazer prescindir de cenografias estruturadas e dadas de antemão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1414573101182012109

Direitos autorais



 

 

 

Indexadores

  

       


Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas - Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) - Centro de Artes (CEART) - Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas - (PPGT) – E-ISSN: 2358.6958 - Endereço: Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, Centro de Artes - Av. Madre Benvenuta, 2007, Itacorubi. Florianópolis. SC, Brasil. CEP: 88.035-001 – E-mail: urdimento.ceart@udesc.br

Licença Creative Commons

  Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.