Moradia popular e eleições: o Conjunto Itararé e as disputas eleitorais em Teresina-PI (1978-1996)

Marcelo de Sousa Neto

Resumo


O contexto do processo de ocupação e expansão das cidades brasileiras, durante o período dos governos militares, representa o interesse central da presente pesquisa, que visa a discutir o processo de ocupação populacional da cidade de Teresina (PI), bem como as estratégias de acesso à moradia, privilegiando problemáticas que envolvam histórias, memórias e as maneiras de se relacionar com o cenário urbano. Dessa forma, procuramos analisar os mecanismos de ocupação e disputas políticas existentes no Conjunto Habitacional Itararé, em um recorte que se estende de 1978 a 1996, analisando as estratégias de aproximação utilizadas por políticos junto aos moradores do conjunto e as táticas de resistência e reivindicações que estes assumiam em relação aos primeiros, tendo como cenário os pleitos eleitorais no período analisado, momento em que se pôde perceber o alinhamento ou resistência política dos moradores com os grupos que motivaram a construção do residencial. Visamos a discutir a história e memória desses moradores, destacando o seu protagonismo no cenário político-partidário da cidade em um ambiente que segregava de forma velada parte da população empobrecida de Teresina. A pesquisa recorreu ao uso da metodologia da História Oral, mais especificamente a partir de entrevistas com trajetórias de vida e uso de entrevistas temáticas, como proposto por Lucília Delgado (2010), com os moradores mais antigos do bairro e que ainda residem na região.

 

Palavras-chave: Eleições - Teresina (PI); Teresina (PI) – História; Conjunto Habitacional Itararé - Teresina (PI).

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Cristina Cunha de. Trilhas e estradas: a formação dos bairros Fátima e Jockey Clube (1960-1980). Teresina: Dissertação - PPGHB-UFPI, 2009.

BACHELARD, Gaston. A Poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

BRASIL. BNH. Contrato de empréstimo entre o BNH e a COHAB-PI, com a interveniência do Estado do Piauí [Projeto: Itararé. Objeto: 3040 casas]. Rio de Janeiro, 30 jun. 1976.

CERTEAU, Michael. A invenção do cotidiano: 1, Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1994.

CRIAÇÃO DE SECRETARIAS. O Dia, 23 e 24 mar. 1975, p.05.

DELGADO, Lucília de Almeida Neves. História Oral: memória, tempo, identidade. 2 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

DIRCEU VISITA OS CONJUNTOS E DIZ ESTÁ SATIFEITO. O Dia, 13 abr. 1976, p. 03.

FONTINELES, Claudia Cristina da Silva. O recinto do eleogio e da crítica: maneiras de durar de Alberto Silva na memória e história do Piauí. 1. ed. Teresina: Edufpi, 2015.

GOVERNADOR HOMENAGEADO NO ITARARÉ. O Dia, Teresina, 28 out. 1977, p. 01.

HALBWACHS, Maurice. A Memória Coletiva. São Paulo: Vértice, 1990.

LIMA, Antônia Jesuíta de. As Multifaces da Pobreza: Formas de Vida e Representações Simbólicas dos Pobres Urbanos. Teresina: Halley, 2003.

LIMA, Antonia Jesuíta. FAVELA COHEBE: Uma história de luta por habitação popularem Teresian - PI. 2ª. ed. TERESINA: EDUFPI, 2010.

LORENZETTI, Maria Sílvia Barros. A questão habitacional no Brasil. Brasília: Câmara dos Deputados [Estudo], 2001. Disponível em: , acessado em 16 set. 2014.

MEDEIROS, Manoel Sousa. A redemocratização e às manifestações políticas no bairro Dirceu Arcoverde (1984 a 1985). Teresina: Universidade Estadual do Piauí – Campus Clóvis Moura, 2006. [Monografia de Conclusão de Curso].

MONTE, Regianny Lima, Memória e (res)sentimento em torno do processo de modernização de Teresina durante a década de 1970. In: NASCIMENTO, Francisco Alcides do (org.). Sentimentos e ressentimentos em cidades brasileiras. Teresina EDUFPI; Imperatriz,MA: Ética, 2010.

MORADORES DO ITARARÉ NA CÂMARA PEDINDO MUDANÇA. O Estado, Teresina, 03 abr. 1979.

NASCIMENTO, João Batista Sousa do. Itararé: um olhar histórico e social entre 1976 e 1983. Teresina: Universidade Estadual do Piauí – Campus Clóvis Moura, 2005. [Monografia de Conclusão de Curso].

NOME DE DIRCEU PARA O ITARARÉ. O Dia, Teresina, 03 abr. 1979, p. 04.

NORA, Pierre. Entre Memória e História: a problemática dos lugares. In: Projeto História: Revista do programa de Estudos Pós-Graduados em História do Departamento de História da PUC-SP. São Paulo, 1981.

PASAVENTO, Sandra Jatahy. Cidades visíveis, cidades sensíveis, cidades imaginarias. In: Revista brasileira de história, São Paulo. vol.17. n° 53, julho de 2007.

PIAUÍ. Mensagem à Assembleia Legislativa. Governador Dirceu Mendes Arcoverde, em 01 de março de 1975. Teresina, Assembleia Legislativa do Piauí, 1975.

POLLAK, Michael. Memória, Esquecimento, Silêncio. In: Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 2, n. 3, 1989.

SANTOS, José Lopes dos. Dirceu Arcoverde: missão cumprida. 2 ed. Brasília: Centro Gráfico do Senado Federal. 1982.

SETE MIL PEDEM NOME DE DIRCEU PARA ITARARÉ. O Dia, Teresina, 03 abr. 1979.

SILVA, Alberto Tavares. Conferência na Associação Comercial Piauiense (06 de julho de 1980). In: ________. Minha luta por um Piauí melhor. Vol 3. Brasília: Centro Gráfico do Senado Federal, 1980.

SILVA, Laerte Carson Sampaio e. Dirceu: uma história de conquistas (1980-2006). Teresina: UFPI [Departamento de História e Geografia. Monografia], 2008.

SILVA, Maria Neide da. Entrevista concedida a Verônica Viana de Sousa, em 15 out. 2010. In: SOUSA NETO, Marcelo de. De muitos sonhos e poucos tijolos: Conjunto Habitacional Dirceu Arcoverde, história e memória (Teresina-PI, 1976-1986). Universidade Estadual do Piauí [Relatório de pesquisa], 2013.

SILVA, Mariane Vieira da. Nas Entrelinhas Da História: as primeiras instituições educacionais no cenário urbano do Itararé (1978-1983). Teresina: UFPI [ Monografia], 2013.

THOMPSON, Paul. A voz do passado. São Paulo: Paz e Terra, 2002.




DOI: https://doi.org/10.5965/2175180308192016209

Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em História - PPGH
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi - Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001            Telefone: (48) 3664-8585
tempoeargumento@gmail.com