OCUPAÇÃO PROFISSIONAL E RENDA DE EGRESSOS DE UM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTABILIDADE

Fabiana Frigo Souza, Rogério João Lunkes, Valdirene Gasparetto

Resumo


Nos anos recentes aumentou, no Brasil, o número de instituições credenciadas a oferecer cursos stricto sensu, e tais cursos, à medida em que elevam o nível de conhecimentos e especialização das pessoas, tendem melhorar sua empregabilidade e aumentar os rendimentos. Nesse sentido, este estudo tem o objetivo de identificar e analisar o perfil de ocupação profissional e de renda dos egressos do Programa de Pós-Graduação em Contabilidade da Universidade Federal de Santa Catarina. Para atender o objetivo proposto, foi elaborado um questionário, enviado a todos os egressos do Programa, obtendo 51 respostas, o que representa 64,6% do total de egressos do Programa (mestres em Contabilidade). Os resultados mostram que houve migração das atividades executadas pelos egressos, já que antes de ingressar no curso a maioria (82%) possuía a principal atividade profissional ligada ao mercado e após a conclusão do mestrado a maioria (54%) passou a exercer atividade ligada à academia. Observou-se que 27% dos mestres iniciou curso de doutorado e 74% dos que não iniciaram, pretendem fazê-lo. Os rendimentos percebidos pelos egressos também foram alavancados após a conclusão do mestrado, corroborando os resultados de pesquisas anteriores.


Texto completo:

PDF



Revista mantida pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
Campus Ibirama
® 2017 Direitos Reservados