A Vida Social dos Instrumentos Musicais de Eliot Bates

Ricardo Cappra Pauletti

Resumo


Este trabalho apresenta uma resenha sobre o artigo de Eliot Bates (2012) A Vida Social dos Instrumentos Musicais. O autor faz uma reflexão sobre a organologia onde critica os antigos sistemas classificatórios, comenta importantes trabalhos sobre o tema e propõe um novo paradigma baseado na Teoria Ator-Rede.


Texto completo:

PDF

Referências


BATES, Eliot. The social life of musical instruments. Ethnomusicology, v. 56, p. 363-395, 2012.

MORAES, Márcia. A ciência como rede de atores: ressonâncias filosóficas. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, vol. 11(2): 321-33, maio-ago. 2004.

NETTL, Bruno. The Study of Ethnomusicology: Thirty-one Issues and Concepts. Chicago: University of Illinois Press, 1983.

OLIVEIRA PINTO, Tiago de. Som e música. Questões de uma Antropologia Sonora. Revista Antropologia. São Paulo, USP, v.44, n.1, p. 221-286, 2001.




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2525530401022016096

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores, diretórios e bases de dados

                       

 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.