A INTERFACE DA CERÂMICA NAS DIMENSÕES DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO

Viviane Diehl

Resumo


Este artigo traz à tona os modos de ver e pensar a cerâmica e sua potência artisticoeducativa e de diálogo nas ações indissociadas de ensino, pesquisa e extensão, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul/ IFRS - Campus Feliz. Nestas ações, os processos se relacionam de modo cooperado e integrado, mediados pela atuação da educadorartista com a colaboração de estudantes bolsistas e da comunidade. A interação artisticoeducativa, mediada pela arte cerâmica ocorre, muitas vezes, de modo intuitivo, levando a buscar, através deste estudo, como os três segmentos estão conectados e qual seu potencial a ser reconhecido. Outro ponto a ser explorado são as possibilidades de ações interculturais, que podem ampliar a experiência estética e contribuir no desenvolvimento coletivo, aproximando a instituição educativa da sociedade. A metodologia de caráter qualitativo contempla as proposições estético-pedagógicas que se desenvolvem em oficinas, palestras, exposições, experimentações de laboratório para procedimentos técnicos e materiais, produção de obras artísticas e eventos. A partir dos pressupostos estabelecidos por este estudo e do conjunto de problematizações, ações práticas e teóricas que emergem da abordagem da arte cerâmica, desenvolvidas indissociadamente no ensino, na pesquisa e na extensão, pode-se dizer que ela carrega em si além da experiência estética, a aproximação sociocultural dos envolvidos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/2358092518182017081



Indexadores, diretórios e bases de dados


      

Revista Nupeart - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

ISSN 2358-0925 


 
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.