O manipulador é um Poeta da Matéria

Igor Rovisco Gandra

Resumo


Redigido tendo como ponto de partida uma prática artística concreta de
criação de um espectáculo, este texto apresenta uma reflexão sobre relações entre
corpo manipulador e corpo manipulado. Neste processo de criação aqui revelado, a
manipulação é entendida como uma forma de diálogo muito particular, um diálogo
desenvolvido entre corpos e matérias, entre linguagens distintas também. Propõe-se uma metodologia que assenta na escuta do objecto manipulado, na análise dos seus enunciados políticos e simbólicos, no estudo das suas propriedades mecânicas, no desvelar do seu potencial poético. O resultado desta forma de observação dinâmica da matéria, a partir do corpo do manipulador, produz efeitos evidentes na criação, que passa então a ser feita também com a matéria em mãos.

Palavras-chave: Diálogo. Corpo. Matéria.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2595034701172017134

Direitos autorais 2018 Móin-Móin Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES, DIRETÓRIOS E BASES DE DADOS: