Os pupi sicilianos: memória, tradição e inovação de um patrimônio artístico e cultural

Ignazio Buttitta

Resumo


Opra dei pupi é o teatro tradicional de marionetes na Sicília. Por sua importância e especificidade, foi reconhecido pela UNESCO como “obra-prima do patrimônio oral e imaterial da humanidade”. Sua forma típica, caracterizada por temas narrativos cavaleirescos e por pupi armados, originou-se na primeira metade do século XIX, diferenciando- se em duas tradições distintas: a palermitana e a catanesa. Teatro tipicamente
popular, com evidentes características rituais, a opra entra em crise, na metade do século XX, por conta das transformações socioeconômicas e pelo advento de novas formas de entretenimento (cinema, televisão). Mas conhece um reflorescimento, mostrando a capacidade de se readaptar a novos tipos de público, fundamentalmente graças a
Antonio Pasqualino, que, em 1975, funda o Museo Internazionale delle Marionette, onde até hoje prosseguem iniciativas de estudo e de pesquisa.

Palavras-chave: Pupi Siciliano. Opra. Teatro Popular. Patrimônio Artístico e Cultural.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2595034701152016153

Direitos autorais 2018 Móin-Móin Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES, DIRETÓRIOS E BASES DE DADOS: