Festivais de Teatro de Animação no Brasil (2000-2009)

Miguel Vellinho

Resumo


O movimento teatral dos festivais brasileiros dedicados ao boneco e ao
Teatro de Animação passou, nesta primeira década do século XXI, por transformações intensas para um período tão curto. Se em fins da década de 1990 o quadro era de comodismo em pautar e repetir atrações de sucesso garantido nos poucos festivais que existiam até então, com a virada do século, novos personagens, vindos de dentro e de fora do meio teatral, deram um fôlego novo a um mercado que parecia minguar. A circulação intensa nesses novos festivais pode realimentar grupos antigos a platéias novas, garantiu a popularização dos grupos surgidos nesses últimos dez anos e alimentou o sonho de novos criadores a embarcar em um circuito que, a cada ano, só tende a crescer. O presente estudo busca entender as razões, nem sempre muito claras, do comportamento dos organizadores e curadores brasileiros e permite conhecer um pouco mais este veio de produção.

Palavras-chave: Festivais de teatro de animação; teatro de bonecos do Brasil; transformações no teatro de animação do Brasil.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2595034701072010208

Direitos autorais 2018 Móin-Móin - Revista de Estudos sobre Teatro de Formas Animadas



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

INDEXADORES, DIRETÓRIOS E BASES DE DADOS: