Contributos dos Estudos de Tendências Para a Definição do Target da Marca de Moda

Sofia Costa Craveiro, Fernando Jorge Matias Sanches Oliveira

Resumo


Compreender as atuais dinâmicas de influência social e as motivações de consumo permite adequar os conteúdos e de tal forma a que estes possam ser totalmente criados a pensar no seu consumidor final.Assim, a revisão de literatura de temáticas de Moda, Branding e Estudos de Tendências conduz ao cruzamento e seleção de informação que, no seu todo, irá permitir compreender e definir o target, por meio da definição de uma persona, que representa o público ideal da marca. Esta persona funciona como uma representação do público-alvo ideal. Procura-se, assim, estudar o público e suas motivações de forma profunda em primeiro lugar, para depois poder criar produtos e marcas a ele direcionados. Neste âmbito, este artigo denomina-se “Contributos dos Estudos de Tendências Para a Definição do Target da Marca de Moda”, e consiste numa exploração específica do Projecto de Mestrado “Contributos dos Estudos de Tendências Para A Criação da Identidade Visual De Uma Marca de Moda” de [omitido para revisão cega] (2017). 


Palavras-chave


Moda; Tendências; persona

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


AAKER, David (2007). Construindo Marcas Fortes. Porto Alegre: Bookman

BARNARD, Malcom (2007). Fashion as Communication. New York: Routledge

CALDERIN, Jay (2009). Form, Fit, Fashion - All The Details Designers Need To Know But Can Never Find. Beverly: Rockport

[omitido para revisão cega] (2017). Contributos dos Estudos de Tendências para A Criação da Identidade Visual de Uma Marca de Moda. Projeto para Obtenção do Grau de Mestre. Portugal: IADE-U/UBI

DAVIS, Fred (1992). Fashion, Culture and Identity. Chicago: The University of Chicago Press.

EASEY, Mike (2009). Fashion Marketing. United Kingdom: Wiley - Blackwell

GOBÉ, Marc (2009). Emotional Branding: The New Paradigm for

Connecting Brands to People. New York: Allworth Press

GOMES, Nelson & FRANCISCO, Filipa (2013), Introdução aos Estudos de Tendências: Conceitos e Modelos. Lisboa: TRC– Trends Research Center/ BeyondUniverse

GOMEZ, L.S.R.; STODIECK, W.F. (2013). O fator DNA – ferramentas a favor da construção de marcas diferenciadas. consultado em 25 de

Dezembro de 2017 através de

https://repositorio.ipcb.pt/bitstream/10400.11/5304/1/SALOMAO_STODI ECK_11.pdf)

HIGHAM, Wiliam (2009). The Next Big Thing – Spotting and forecasting consumer trends for profit. London: Kogan Page

KIM, Hye-Shin & HALL, Martha L. (2014). Fashion Brand Personality and Advertisement

Response: Incorporating a Symbolic Interactionist Perspective. In CHOI, T.,(Editor) Fashion

Branding and Consumer Behaviors – Scientific Models. New York: Springer

KOTLER, Philip & ARMSTRONG, Gary (2007). Princípios de Marketing. São Paulo: Pearson Prentice Hall

KUMAR, Vijay (2013). 101 Design Methods – A Structured Approach for Driving Innovation in

Your Organization. Hoboken, New Jersey: John Wiley & Sons

LINDSTROM, Martin (2012). Brandwashed – Os truques de marketing que as empresas usam para manipular as nossas mentes. Lisboa: Gestãoplus Edições

LIPOVETSKI, Gilles (1989). O Império do Efémero - A Moda e Seu Destino nas Sociedades Modernas. São Paulo: Companhia das Letras

MARK, Margaret & PEARSON, Carol S. (2011). O Herói e o Fora-da-Lei

– Como Construir Marcas Extraordinárias Usando O Poder dos

Arquétipos - 11º edição. São Paulo: Cultrix /meio&mensagem

MEAMBER, Laurie, JOY, Annamma & VENKATESH, Alladi. (2017) Fashion in Consumer Culture.

In KELLER, M., HALKIER, B., WILSKA, T. & TRUNINGER, (Editors), M. Routledge Handbook on Consumption, London: Taylor & Francis

MIRANDA, Ana, (2008). Consumo de Moda - A Relação Pessoa – Objeto. São Paulo: Estação das letras e Cores

MULDER, Steve & Ziv Yaar (2007). The User is Always Right – A practical

Guide to Creating and Using Personas for the Web. Berkeley: New Riders

OLLINS, Wally (2003). A Marca. Lisboa: Verbo

RASQUILHA, Luís (2011). Tendências e Gestão da Inovação: Como Aplicar as Tendências na Estratégia da Inovação Empresarial.

Lisboa: Verlag Dashöfer.

RAYMOND, Martin (2007). The making and marketing of a trend (Fashion Marketing – Contemporary Issues). Oxford: Elsevier Ltd.

SIMMEL, Georg (1957). Fashion. American Journal of Sociology. 62 (6), 541-558, Consultado em

de Dezembro de 2016 através de http://sites.middlebury.edu/individualandthesociety/files/2010/09/Simmel. fashion.pdf

STEVENSON, NJ (2012). Cronologia da Moda - de Maria Antonieta a Alexander McQueen. Rio de Janeiro: Zahar

VAID, Helen (2003). Branding – Brand strategy, design and implementation of corporate and product identity. United Kingdom: The Llex Press Limited

VEJLGAARD, Henrik (2008), Anatomy of a Trend. Nova York: McGraw Hill

YOUNG, Antony (2010). Brand Media Strategy – Integrated Communications Planning in the Digital Era. New York: Palgrave macmillan




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/1982615x11222018240

Direitos autorais Sofia Costa Craveiro, Fernando Jorge Matias Sanches Oliveira

Licença Creative Commons

      http://www.revistas.udesc.br/public/site/images/rocha1/ceart1.png