Mulheres e o debate interamericano sobre a infância nas primeiras décadas do século XX: Do pioneirismo ao apagamento histórico

Andréa Bezerra Cordeiro

Resumo


Discutir a infância assume crescente importância na agenda política e científica das nações no início do século XX. Na América do Sul os primeiros foros de debates sobre a infância partem, sobretudo da Liga para los Derechos de la Mujer y el Niño  organização socialista-feminista argentina à frente da organização do Primeiro Congresso Americano da Criança. No entanto a participação deste grupo será, no correr da história dos congressos da criança, diluída nos documentos e praticamente apagada da memória destes eventos. Discutir o esforço de apagamento e as estratégias de neutralização do papel da mulher frente às políticas para infância na América no período é o que pretende este artigo.


Texto completo:

PDF


Contato:
Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED
Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE
Av. Madre Benvenuta, 2007 - Itacorubi
Florianópolis - SC
CEP: 88.035-001
(48) (48) 3664-8585
revistalinhas@gmail.com