Benefícios e aplicabilidade do WebGL na construção de Ambientes Virtuais Tridimensionais por designers

Bruno Spanevello Pergher, José Luís Farinatti Aymone

Resumo


Este trabalho busca definir os benefícios da utilização da tecnologia WebGL, por designers, na construção de ambientes virtuais tridimensionais interativos e avaliar a possiblidade de inserção da mesma nos métodos de trabalhos destes profissionais. Para isso, foi realizada uma revisão bibliográfica com o intuito de esclarecer o contexto e especificidades do problema. Com as informações obtidas, definiram-se critérios e requisitos para avaliação de 26 ferramentas encontradas que trabalham de forma direta ou indireta com a criação de conteúdo em WebGL. Dentre elas, foi selecionado o conjunto de softwares (Blender + Blend4Web) que melhor cumpria os requisitos e, por consequência, melhor poderia solucionar a questão. Esse foi então testado em profundidade quando utilizado na criação de um ambiente virtual composto por objetos 3D, animações e interações. Analisando os resultados, desvendaram-se diversos benefícios trazidos pelo WebGL como a visualização em multiplataforma sem a necessidade de qualquer complemento (plug-in). Confirmou-se também a aplicabilidade dele nos projetos de Design Virtual que ganham em qualidade gráfica e interatividade, podendo ser distribuídos pela internet ou meios off-line. 


Palavras-chave


Design virtual; Ambientes tridimensionais; WebGL

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/1808312913212018120



Direitos autorais 2018 Bruno Spanevello Pergher, José Luís Farinatti Aymone

URL da licensa: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.