Observações sobre os retratos em Víctor Meirelles

Rosangela Miranda Cherem

Resumo


Coleção de retratos ou regime de verdades situado na própria pintura, os rostos e corpos de Víctor Meirelles indicam inquietações plásticas que mais misturam do que rompem as diferenças entre as convenções acadêmicas e as experimentações vanguardistas. Em diversas de suas telas e estudos, relacionando a obra de arte à sobrevivência das formas, observa-se alterações pertencentes ao ciclo de esvaziamentos e renovações, esquecimentos e renitências. Encenando os procedimentos pictóricos como uma aparição que perturba a superfície pictórica, pode-se reconhecer aí uma operação que apresenta a imagem como semelhança deslocada que atua em des-tempo, constituindo-se como um trabalho de auto- referencialidade ou meta-pintura que relaciona o mais remoto ao contemporâneo, vetando ao presente a prerrogativa da última palavra.

Palavras-chave


imagem; pintura; Victor Meirelles; sensibilidade; percepções

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1808312904062009318



Direitos autorais 2009 Rosangela Miranda Cherem

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Software de verificação de originalidade e prevenção de plágio