As relações éticas e a imagem artística: a ética de Levinas nas imagens de Andrés Serrano

Daisy Mary da Silva Proença

Resumo


O presente artigo propõe-se a pensar as relações entre ética e estética da imagem da arte, tendo por base o pensamento de Emmanuel Levinas e Maurice Blanchot, estabelecendo proximidades com o conceito de vida nua, de Giorgio Agamben, fundamentando-se também no estudo de Anita Prado Koneski, Blanchot, Levinas e a arte do estranhamento. Assim, discorre-se sobre a eticidade da imagem no que se dá como recusa de submeter-se a uma interpretação e compactuar em ser fenomenologicamente um espelhamento da realidade. O artigo faz uma leitura das imagens fotográficas da série The Morgue, do artista Andrés Serrano, à luz das questões apresentadas para pensar a imagem, dadas por Blanchot e Levinas. Chega-se à conclusão de que as imagens de Serrano exigem a ética de Levinas a partir do momento em que os rostos das imagens – viva expressão da vida nua – inspiram respeito e responsabilidade.


Palavras-chave


ética; estética; fotografia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5965/1808312906082011227



Direitos autorais 2011 Daisy Mary da Silva Proença

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Indexadores, diretórios e bases de dados

                   


Revista DAPesquisa - Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC - Centro de Artes - CEART

Endereço: Av. Madre Benvenuta, 1907 - Itacorubi - Florianópolis - SC - CEP: 88035-001

Email: dapesquisa@gmail.com       

ISSN 1808-3129

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 Software de verificação de originalidade e prevenção de plágio