Estado da Arte sobre a Formação de Professores de Matemática: o que revelam os artigos publicados no VII SIPEM?

Guilherme Mendes Tomaz dos Santos, Júlio Paulo Cabral dos Reis, Marcos Manoel da Silva, Alex Manoel Vieira

Resumo


Este estudo teve por realizar um estudo do estado da arte nos anais do VII Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática – VII SIPEM – de modo a revelar de que modo a temática formação de professores desta área foi abordado nos trabalhos produzidos nas investigações apresentadas no respectivo evento no ano de 2018. Utilizamos a metodologia qualitativa para a abordagem metodológica desta pesquisa e tivemos o objetivo exploratório-descritivo para compreender as abordagens nas referidas produções. Deste modo, para a constituição do corpus analítico-investigativo realizamos a leitura dos trabalhos focalizando o título, resumo, objetivo, metodologia e resultados e, a partir dessa leitura, os selecionamos pelos descritores-chave “Formação de Professores”, “Formação Docente” e “Formação Pedagógica”. Encontramos 69 trabalhos referentes aos descritores-chave definidos. Destas 69 produções, apenas 33 associavam-se de alguma com a temática cerne do estudo – formação de professores na área de matemática. Por conseguinte, o corpus foi constituído por 33 artigos. Para a analisar os dados, utilizamos a técnica de análise de conteúdo. Como principais resultados da pesquisa, podemos concluir que: a) a formação docente de professores de matemática ainda é um desafio nos cursos de licenciatura; b) as práticas didático-pedagógicas ainda são mais tradicionais e sem o protagonismo discente; c) a constituição do professor de matemática necessita de um olhar mais voltado ao processo de tecnologização e para o estudante do século XXI; d) a formação continuada de professores de matemática necessita de maior atenção às necessidades formativas do grupo a que se propõe a respectiva formação; e) dentre outros. 

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.