Cálculo Diferencial e Integral I: análise dos indicadores de desempenho na Educação Superior

Marcos Manoel da Silva, Guilherme Mendes Tomas dos Santos

Resumo


O ensino e aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral I (CDI I) é uma temática que está em alta nas pesquisas educacionais no contexto brasileiro e internacional. Esta disciplina possui um histórico complicado na educação superior, pois os indicadores de insucesso giram em torno dos 20% aos 80%, o que acaba tornando-se uma questão de preocupação das instituições universitárias. Neste sentido, esta pesquisa, decorrente de um estudo de caso, teve por objetivo analisar os indicadores de desempenho das turmas de CDI de 2015/1 de uma Instituição Comunitária de Ensino Superior (ICES) da Região Metropolitana de Porto Alegre no Estado do Rio Grande do Sul.  A metodologia adotada foi de cunho quantitativo e com objetivo exploratório. Como principais resultados da pesquisa, temos que, no contexto geral das 111 matrículas, teve-se 56 aprovações, 26 reprovações, 14 excesso de faltas e 14 trancamentos de disciplina. No âmbito geral, o sucesso em CDI foi de 50,45% e o insucesso foi de 49,55%. Por fim, podemos concluir que esta pesquisa reforçou o que os estudos nacionais e internacionais sobre CDI I indicam sobre a questão do insucesso discente. Nossos esforços estão na continuidade de pesquisas/análises relacionadas ao ensino de CDI I visando a mudança de quadro nas instituições ao quais atuamos.


Texto completo:

PDF

Referências


BARUFI, Maria Cristina Bonomi. A construção/negociação de significados no curso inicial de Cálculo Diferencial e Integral. 195 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo. São Paulo, 1999.

CAVASOTTO, Marcelo. Dificuldades na aprendizagem de Cálculo: o que os erros cometidos pelos alunos podem informar. 146 f. Dissertação (Mestrado em Educação em Ciências e Matemática) – Faculdade de Física, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2010.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

GONÇALVES, Daniele Cristina. Aplicações da derivada no Cálculo I: atividades investigativas usando o Geogebra. 111 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Educação Matemática) – Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Departamento de Matemática, Universidade Federal de Ouro Preto. Ouro Preto, 2012.

SANTOS, Guilherme Mendes Tomaz dos. O comprometimento do estudante e a aprendizagem em Cálculo Diferencial e Integral I. 217 f. Dissertação (Mestrado Acadêmico em Educação) – Centro Universitário La Salle, Canoas, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.