O mapa dos concursos públicos em dez redes municipais de ensino: o perfil profissional do professor de Educação Especial após a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva

Marilene Faria Büttenbender, Geovana Mendonça Lunardi Mendes

Resumo


O presente texto tem por objetivo apresentar os resultados parciais da pesquisa do curso de mestrado, realizada no Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE), da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), em andamento, que versa sobre o perfil profissional do professor Educação Especial nos concursos públicos municipais,  Constitui-se um recorte de um projeto em rede de investigação, vinculado e financiado pela rede nacional do ‘Programa Observatório da Educação’ (OBEDUC), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES - Edital 49/2012), intitulado ‘A escolarização de alunos com deficiência intelectual: políticas públicas, processos cognitivos e avaliação da aprendizagem’. Nessa esteira, este texto 


Texto completo:

PDF

Referências


BALL, Stephen; MAGUIRE, Meg; BRAUN, Annette. (2016). Como as escolas fazem políticas: atuação em escolas secundárias. Tradução de Janete Bridon. Ponta Grossa: Editora UEPG.

BRASIL. (2002). Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena – Parecer CNE/CP nº 9/2001. Diário Oficial da União de 18/1/2002, Seção 1, p. 31.

BRASIL. (2008). Ministério da Educação. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília, MEC, SEESP, janeiro de 2008.

BRASIL. (2015). Conselho Nacional de Educação. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Resolução CNE/CP n. 02/2015, de 1º de julho de 2015. Brasília, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, seção 1, n. 124, p. 8-12, 02 de julho de 2015


Apontamentos

  • Não há apontamentos.