As justificações matemáticas de alunos do 5.º ano na validação de uma conjetura no estudo da igualdade de triângulos

Marisa Gregório, Hélia Oliveira

Resumo


Este artigo tem como objetivo compreender as justificações matemáticas de alunos portugueses, do 5.º ano, na validação de uma conjetura sobre propriedades de triângulos, no contexto de uma experiência de ensino que privilegiou uma abordagem de ensino exploratório. A metodologia de pesquisa é de natureza qualitativa, com uma recolha de dados que incidiu nas produções escritas dos alunos nas quais estes procuram validar ou refutar uma conjetura, assim como no registo vídeo de alguns momentos de discussão coletiva. A análise das justificações dos alunos adotou um referencial baseado em Balacheff (1988) e Harel e Sowder (1998), com três níveis. Os resultados mostram que as justificações de conjeturas dos alunos situam-se nos níveis 2 e 3 do modelo adotado, ou seja, baseiam-se em desenhos, gestos ou verificação aleatória de alguns casos e na justificação que recorre a exemplos cuidadosamente selecionados.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5965/2357724X06122018021