Políticas Editoriais

Foco e Escopo

O BOEM – Boletim online de Educação Matemática é um periódico científico que publica textos sobre temas de Educação Matemática, aberto a diferentes perspectivas, com o objetivo de evidenciar e compartilhar a produção acadêmica da área.
 
O principal objetivo do BoEM é abrir espaços para trabalhos de diversos temas que se relacionem com a Educação Matemática, tais como tendências em Educação Matemática, teorias, metodologias e práticas de ensino, formação de professores, ensino de estatística, ensino de matemática na educação básica, ensino de matemática no ensino superior etc. Ou seja, pretendemos criar um espaço multi temático aberto às mais variadas discussões.

A periodicidade do BOEM é semestral. A cada ano, são publicados no mínimo dois números de edições regulares com textos inéditos no formato de artigos, revisões, ensaios ou relatos de experiências. Além desses, também são publicados números especiais, na forma de edições temáticas ou dossiês, em conjunto com editores convidados.

A submissão, a publicação e a consulta de textos são gratuitas. Os direitos autorais são cedidos pelos autores à revista.

As ideias e opiniões expressas nos textos publicados são de exclusiva responsabilidade dos seus autores e não representam a posição oficial da Revista BOEM ou de setores da Universidade do Estado de Santa Catarina.

A partir de 2020, cada edição regular do BOEM será dividida em até 4 seções:

(i) Artigos (textos sobre pesquisas concluídas);

(ii) Ensaios (textos sobre pesquisas em andamento);

(iii) Relatos de experiência (textos com descrição e análise de experiências);

(iv) Revisões (textos de revisão teórica ou bibliográfica).

O autor indicará, no texto e também no momento da submissão do arquivo, qual a seção pretendida.

 

Políticas de Seção

 

Processo de Avaliação pelos Pares

Os textos submetidos ao BOEM devem ser inéditos e não devem estar em processo de avaliação por nenhuma outra revista.

Depois de recebido pelo sistema, o texto passará pela avaliação do Comitê Editorial, que analisará:

 (i) a adequação ao foco, escopo e linha editorial do BOEM;

 (ii) a adequação à seção escolhida pelos autores;

 (iii) características de plágio e/ou autoplágio, por meio de software antiplágio;

 (iv) o cumprimento das normas de formatação do texto e das diretrizes editoriais.

Se o texto for rejeitado nessa primeira etapa, será devolvido aos autores e não continuará no processo de avaliação.

Já o texto que for aprovado na primeira etapa, será encaminhado a pareceristas da área (membros do Conselho Editorial ou ad hoc), com títulos de doutores(as). É prerrogativa dos editores a distribuição dos textos entre os pareceristas, respeitando a ausência de conflito de interesses.

Na segunda etapa, os pareceristas poderão aceitar integralmente o texto, solicitar correções ou rejeitar. Em caso de rejeição por apenas um dos dois pareceres, o texto será encaminhado para avaliação por um terceiro parecerista. Quando um ou dois pareceristas solicitarem correções, o texto será devolvido aos autores para corrigirem os textos; quando os autores reenviarem o texto corrigido, o mesmo será reavaliado pelos editores. Se aprovado, passará para a etapa final do processo de avaliação.

Na etapa final, caso necessário, o texto será reenviado aos autores para revisão e adequação de linguagem e de formato. Após aprovação final pelos editores, antes da publicação, o texto será submetido a software antiplágio.

A avaliação feita pelo BOEM segue o modelo às cegas do tipo peer review. A critério do Conselho Editorial podem ser indicados um dos seguintes resultados:

(i) aprovação: publicação do texto da forma como foi submetido, sem necessidade de alterações por parte dos autores;

(ii) aprovação com pequenas modificações: autores deverão realizar pequenas modificações no texto que foram indicadas pelos pareceristas, que serão conferidas pelos editores e/ou pareceristas.

(iii) nova submissão: autores deverão realizar grandes modificações no texto que foram indicadas por membros do CEI e/ou do GCE e ressubmeter o texto, dando início a um novo processo de avaliação;

(iv) reprovação para publicação.

O parecer favorável dos avaliadores não implica a publicação automática dos artigos. É prerrogativa do Comitê Editorial do BOEM decidir em que momento o texto será publicado, considerando a data prevista de publicação da edição e o volume de artigos submetidos e aceitos.

O acompanhando do andamento do processo pode ser feito pelos autores usando o sistema da revista, mediante login e senha, onde terão acesso a comunicados sobre cada uma das etapas.

Para detalhes da tramitação de textos no sistema da Revista BOEM, recomendamos a consulta ao fluxo de trabalho do BOEM.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Diretrizes para edições regulares (fluxo contínuo)

O fluxo de submissão é contínuo, ou seja, não há data específica para recebimento de textos para as edições regulares.

O documento deve ser preparado conforme o modelo de texto do BOEM.

O arquivo deve ser enviado pelo sistema da revista seguindo as etapas do Sistema de Editoração Eletrônica de Revistas (SEER).

O número máximo de autores permitido é quatro (incluindo eventuais coautores). Pelo menos um deles deve ter, obrigatoriamente, a titulação mínima de mestrado.

Cada autor e/ou coautor deve enviar no máximo um texto para edição regular do BOEM durante o processo de avaliação. Caso tenha o artigo publicado, deverá aguardar um ano para próxima submissão.

A submissão deve ser feita por apenas um dos autores. Porém, no momento da submissão, os metadados de todos os autores e coautores devem ser inseridos e preenchidos corretamente, com nomes idênticos aos cadastrados na Plataforma Lattes e com código ORCID (https://orcid.org/register).  No resumo da biografia, deverão constar obrigatoriamente, para autores e coautores: titulação máxima, local de obtenção da titulação, filiação institucional atual.

Serão rejeitadas as submissões que não apresentarem metadados completos e corretos de todos os autores do texto, compatíveis com a Plataforma Lattes e com a base ORCID.

A partir de 2020, cada edição regular do BOEM será dividida em até 4 seções:

(i) Artigos (textos sobre pesquisas concluídas);

(ii) Ensaios (textos sobre pesquisas em andamento);

(iii) Relatos de experiência (textos com descrição e análise de experiências);

(iv) Revisões (textos de revisão teórica ou bibliográfica).

Por decisão dos editores, poderão ser criadas outras seções. No momento da submissão, o autor indicará qual a seção pretendida.

O arquivo submetido deve ser do tipo .doc ou .docx (digitado em Word for Windows) e nele não deve haver qualquer identificação dos autores (verificar as orientações em Assegurando a Revisão Cega por Pares).

Depois de recebido pelo sistema da revista, o texto passará pela avaliação do Comitê Editorial, que analisará:

(i) a adequação ao foco, escopo e linha editorial do BOEM;

(ii) a adequação à seção escolhida pelos autores;

(iii) características de plágio e/ou autoplágio, por meio de software antiplágio;

(iv) o cumprimento das normas de formatação do texto e das diretrizes editoriais.

Se o texto for rejeitado nessa primeira etapa, será devolvido aos autores e não continuará no processo de avaliação.

Já o texto que for aprovado na primeira etapa será encaminhado a pareceristas da área (membros do Conselho Editorial ou ad hoc), com títulos de doutores(as). É prerrogativa dos editores a distribuição dos textos entre os pareceristas, respeitando a ausência de conflito de interesses. Nesta segunda etapa, os pareceristas poderão aceitar integralmente o texto, solicitar correções ou rejeitar. Em caso de rejeição por apenas um dos dois pareceres, o texto será encaminhado para avaliação por um terceiro parecerista. Quando um ou dois pareceristas solicitarem correções, o texto será devolvido aos autores para corrigirem os textos; quando os autores reenviarem o texto corrigido, o mesmo será reavaliado pelos editores. Se aprovado, passará para a etapa final do processo de avaliação. Na etapa final, caso necessário, o texto será reenviado aos autores para revisão e adequação de linguagem e de formato. Após aprovação final pelos editores, antes da publicação, o texto será submetido a software antiplágio.

A avaliação feita pelo BOEM segue o modelo às cegas do tipo peer review. A critério do Conselho Editorial podem ser indicados um dos seguintes resultados:

(i) aprovação: publicação do texto da forma como foi submetido, sem necessidade de alterações por parte dos autores;

(ii) aprovação com pequenas modificações: autores deverão realizar pequenas modificações no texto que foram indicadas pareceristas, que serão conferidas pelos editores e/ou pareceristas.

(iii) nova submissão: autores deverão realizar grandes modificações no texto que foram indicadas pelos pareceristas e ressubmeter o texto, dando início a um novo processo de avaliação;

(iv) reprovação para publicação

O parecer favorável dos avaliadores não implica a publicação automática dos artigos. É prerrogativa do Comitê Editorial do BOEM decidir em que momento o texto será publicado, considerando a data prevista de publicação da edição e o volume de artigos submetidos e aceitos.

O acompanhando do andamento do processo pode ser feito pelos autores usando o sistema da revista, mediante login e senha, onde terão acesso a comunicados sobre cada uma das etapas.

Para detalhes da tramitação de textos no sistema da Revista BOEM, recomendamos a consulta ao fluxo de trabalho do BOEM.

 

Diretrizes para edições de chamadas especiais

Há dois tipos de edição especiais: edição temática ou dossiê. Para todas elas, haverá abertura de chamadas (call for papers) formuladas pelos editores convidados em conjunto com editores do BOEM. Essas chamadas serão divulgadas no site da revista e também em listas de interesse via internet. As diretrizes e processos de submissão, avaliação e publicação se darão conforme indicado nas respectivas chamadas.

1 - Características de uma edição temática:

Uma edição temática é organizada de forma conjunta por editores do BOEM e editores convidados interessados em um tema específico.

Docentes de instituições de ensino superior ou de pesquisa do Brasil ou do exterior podem propor uma edição temática ao BOEM. Pode ser iniciativa de uma única instituição ou articulada entre diferentes instituições. Os proponentes, juntamente com representante do Comitê Editorial do BOEM, serão responsáveis por esse número da revista. Espera-se que os proponentes sejam, preferencialmente, atuantes em programas de pós-graduação na área de educação ou de ensino.

Por iniciativa dos organizadores, podem ser propostas edições em outros idiomas diferentes da Língua Portuguesa.

Os proponentes (editores convidados) serão os primeiros a avaliarem os textos recebidos para a edição temática. O segundo avaliador será um membro do Comitê Editorial do BOEM ou parecerista ad hoc, com linhas de pesquisa alinhadas com a temática da edição.

O processo de avaliação dos textos de uma edição temática será às cegas, da mesma forma como acontece com as edições regulares. A diferença entre os dois processos é que as edições temáticas terão prazos especiais para recebimentos dos textos e poderão ter condições especiais também para a forma de submissão e formatação dos textos, o que será informado quando da divulgação da chamada para edição temática.

Integrarão a edição temática os textos submetidos que, segundo a avaliação dos editores, forem adequados à temática e cumprirem as diretrizes da chamada com qualidade formal e de conteúdo.

Textos recusados para a edição temática que apresentem qualidade poderão ser considerados para publicação em uma edição regular do BOEM.

O texto de introdução da edição temática deverá ser escrito pelos proponentes. Além da introdução, a autoria dos proponentes pode constar na edição temática apenas em um único texto (individual ou em conjunto).

2 - Características de um dossiê:

Um dossiê é organizado por editores convidados cujas produções acadêmicas comprovem envolvimento e experiência com o tema proposto. Um editor do BOEM será designado para acompanhar o processo e garantir que serão observadas as diretrizes da revista para esse tipo de publicação.

Docentes de instituições de ensino superior ou de pesquisa do Brasil ou do exterior podem propor um dossiê ao BOEM. Pode ser iniciativa de uma única instituição ou articulada entre diferentes instituições. Os proponentes, juntamente com representante do Comitê Editorial do BOEM, serão responsáveis por esse número da revista. Espera-se que os proponentes sejam, preferencialmente, atuantes em programas de pós-graduação na área de educação ou de ensino.

Por iniciativa dos organizadores, podem ser propostas edições em outros idiomas diferentes da Língua Portuguesa.

Um dossiê, para ser publicado, deve ter uma articulação temática e estar de acordo com o foco e o escopo do BOEM. Deve ser composto por no mínimo oito textos que tenham passado por um processo avaliativo sob responsabilidade dos proponentes (editores convidados). Depois de recebidos pelo BOEM, esses textos passarão por uma nova avaliação, feita por membros do Comitê Editorial que, então, terão a prerrogativa de recusar textos que não respeitem as normas editoriais da Revista ou que estejam fora da proposta do dossiê.

Textos recusados para o dossiê que apresentem qualidade poderão ser considerados para publicação em uma edição regular do BOEM.

Sugere-se aos editores convidados que levem em consideração os diferentes formatos de texto aceitos pelo BOEM (artigo, ensaio, relato de experiência e revisão), a possibilidade de articulação entre autores de diferentes instituições e lugares para que, sempre que possível, o dossiê reflita essa diversidade.

Os processos de submissão e de avaliação dos textos de um dossiê respeitarão as normas indicadas pelos proponentes, sempre em acordo com as diretrizes gerais do BOEM.

O texto de introdução do dossiê deverá ser escrito pelos proponentes. Além da introdução, a autoria dos proponentes pode constar no dossiê somente em um único texto (individual ou em conjunto).

3 - Como propor uma edição temática ou um dossiê:

Interessados em propor uma edição de chamada especial devem enviar a proposta para a Editora chefe do BOEM no e-mail luciane.mulazani@udesc.br, a qualquer tempo, informando:

  • tipo da publicação (edição temática ou dossiê);
  • identificação dos proponentes que serão os editores convidados (nome, titulação e instituições/cursos aos quais estão filiados);
  • temática;
  • resumo da temática que será tratada no dossiê (entre 10 e 15 linhas);
  • sugestão de cronograma, incluindo data de abertura da chamada, período de recebimento dos textos, período de avaliação dos textos e data de publicação;
  • idioma da publicação.

A proposta será avaliada pelo Comitê Editorial e, se aprovada, será organizada em conjunto com os proponentes que se comprometerão a cumprir o cronograma combinado e os devidos procedimentos de avaliação.

 

Política contra plágio e autoplágio

Todo texto submetido ao BOEM será analisado com o uso de um software antiplágio. O objetivo é identificar situações de plágio e/ou de autoplágio nos textos enviados à revista.

Por plágio, entendemos a cópia de trabalho intelectual de uma outra pessoa – seja na totalidade ou como fragmentos – sem a devida atribuição de sua autoria.

Por autoplágio, entendemos a reprodução – total ou parcial – de um trabalho do(s) próprio(s) autor(es) do texto, já publicado anteriormente, sem a devida notificação dessa situação.

Para evitar a caracterização de autoplágio, textos oriundos de:

- relatórios de pesquisa, teses e/ou dissertações somente serão aceitos se evidenciarem um processo de elaboração e síntese que resulte comprovadamente em nova produção;

textos oriundos de trabalhos apresentados e/ou publicados em anais de eventos científicos somente serão aceitos se houver uma considerável ampliação teórica e/ou metodológica em relação à versão publicada com, por exemplo, novos dados, novas reflexões etc..

Obrigatoriamente, em ambos os casos, a situação deve ser comunicada no ato da submissão, no campo "Comentários para o editor" e também deverá ser mencionada no arquivo do texto, em nota de rodapé, a origem da produção apresentada.

 

Orientações sobre a formatação dos textos

Os textos submetidos às edições regulares do BOEM deverão seguir a formatação indicada abaixo.

As chamadas especiais também seguirão esta formatação, a menos que algo diferente seja mencionado nas respectivas chamadas.


>>> Baixar arquivo com modelo do texto <<<


ORIENTAÇÕES

Seção[A1] 

Título do trabalho

Título em inglês

Título em espanhol[A3] 

Autor 1[A4] [1]

 [Número do ID ORCID]

Autor 2[2]

 [Número do ID ORCID]

 

Resumo: A palavra Resumo deve ser escrita em fonte Calibri tamanho 11, em negrito, espaçamento simples, alinhada à esquerda. O texto do resumo deve começar na linha seguinte, com espaçamento simples. Deve ser escrito em fonte Calibri tamanho 11, espaçamento simples, parágrafo único, justificado, sem recuo de parágrafo e deve conter de 150 a 250 palavras, incluindo os espaços. Incluir objetivo, método e conclusões do trabalho. Não incluir citações, remissões ou referências. 

Palavras-chave: A palavra “Palavras-chave:” deve ser escrita em fonte Calibri tamanho 11, em negrito, espaçamento simples. As palavras-chave devem iniciar nessa mesma linha, em fonte Calibri, tamanho 11, espaçamento simples, justificado. Entre três e cinco, separadas por ponto final. As iniciais das palavras devem ser escritas em letra minúsculas (exceto palavra inicial, nomes próprios, siglas). Exemplo: Educação Matemática. Ensino de geometria. Tecnologias.

Abstract: Texto do Resumo adaptado para a Língua Inglesa. Seguir o mesmo estilo de formatação. Pular uma linhas entre as Palavras-chave e o Abstract, mantendo a formatação. 

Keywords: Texto das Palavras-chave adaptado para a Língua Inglesa. Seguir o mesmo estilo de formatação.

Resumen: Texto do Resumo adaptado para a Língua Espanhola. Seguir o mesmo estilo de formatação. Pular uma linhas entre Keywords e Resumen, mantendo a formatação. Resumen.  

Palabras claves: Texto das Palavras-chave traduzido para a Língua Espanhola. Seguir o mesmo estilo de formatação. Caso o texto do artigo inicie nesta mesma página, pular duas linhas entre Palabras claves e a primeira seção do texto, mantendo a formatação.

Corpo do texto: No corpo do texto, esperamos encontrar, conforme a ABNT NBR 6022:2018: introdução, itens de desenvolvimento e considerações finais. O formato do texto deverá seguir as orientações indicadas no item “FORMATAÇÃO GERAL DO TEXTO”.

Referências (Título em Calibri 12, negrito, alinhado à esquerda, sem numeração). Pular uma linha antes de listar a primeira referência. Listar somente as obras citadas no texto [A6] . Seguir as normas da ABNT NBR 6023. A lista deve obedecer à ordem alfabética do sobrenome do primeiro autor e deve constar o prenome dos autores por extenso. Utilizar espaçamento simples, alinhamento à esquerda, fonte Calibri tamanho 11. Contam no limite de páginas do texto. Pular uma linha entre cada referência.

Apêndice A – Identificação do apêndice (Título em fonte Calibri 12, negrito, centralizado). Elemento opcional, conforme a ABNT NBR 6024. Espaço para inserção elementos complementares ao texto, elaborados pelos próprios autores. Se for texto, usar a configuração: Fonte Calibri 11, espaçamento simples entre linhas, alinhamento à esquerda. Se for imagem ou tabela, seguir as mesmas orientações dadas para o corpo do texto. O conteúdo dos apêndices deve contar para efeito do número máximo de páginas.

Anexo A - Identificação do anexo (Título em fonte Calibri 12, negrito, centralizado). Elemento opcional, conforme a ABNT NBR 6024. Espaço para inserção de outros elementos complementares ao texto. Se for texto, usar a configuração: Fonte Calibri 11, espaçamento simples entre linhas, alinhamento à esquerda. Se for imagem ou tabela, seguir as mesmas orientações dadas para o corpo do texto. O conteúdo dos anexos deve contar para efeito do número máximo de páginas.

Agradecimentos (Título em fonte Calibri 12, negrito, centralizado). Elemento opcional. Configuração do texto: Fonte Calibri 11, espaçamento simples entre linhas, alinhamento justificado. Utilizar para agradecimentos necessários, tais como a agências de fomento e instituições.  

FORMATAÇÃO GERAL DO TEXTO

- Composição: o texto deve ser digitado em arquivo do Word for Windows (extensão .doc ou .docx) em Língua Portuguesa.

- Extensão: o texto deve conter um número mínimo de 16 páginas e máximo de 20 páginas, incluídas as referências e eventuais apêndices e/ou anexos. Folha em tamanho A4 com margens: superior 2,5 cm; inferior 3 cm; lateral esquerda 2,5 cm e lateral direita 2,5 cm.

- Títulos e subtítulos das seções: fonte Calibri, tamanho 12, negrito. Alinhamento à esquerda, numerados, sem ponto de separação entre número e texto, conforme ABNT NBR 6024. Espaçamento simples entre linhas. Usar espaçamento de 6pt depois do título ou subtítulo, antes de começar o texto da seção. Na sequência do texto, pular uma linha antes dos títulos ou subtítulos seguintes.

- Corpo do texto: fonte Calibri, tamanho 12, alinhamento justificado. Espaçamento simples entre linhas. A primeira linha de cada parágrafo deve ser recuada em 1,25 cm. Não pular linha entre os parágrafos.

Citações [A7] : devem seguir a ABNT NBR 10520. Com relação específica às citações literais com mais de três linhas, essas deverão ser destacadas da seguinte forma: parágrafo único, recuo de 4 cm da margem esquerda, texto em corpo 11, fonte Calibri, espaçamento simples entre linhas, espaçamento 6pt antes e 12pt depois do parágrafo com a citação.

Notas de rodapé: devem ser evitadas; se necessárias, não devem ultrapassar cinco linhas. Usar fonte Calibri tamanho 10, espaçamento simples, alinhamento justificado. Espaçamento de 6pt depois de cada nota. Sem recuo de parágrafo.

Siglas, equações e fórmulas: devem seguir a ABNT NBR 6022:2018.

Ilustrações: devem ser incluídos no corpo do texto. Sua utilização deve seguir a ABNT NBR 6022:2018, alinhamento à esquerda. Formatação para o texto correspondente às ilustrações (identificação e fonte): fonte Calibri, tamanho 10, alinhamento à esquerda, espaçamento simples, espaçamento de 6pt antes e de 6pt depois da ilustração.

Tabelas: devem ser incluídas no corpo do texto. Sua utilização deve seguir a ABNT NBR 6022:2018, apresentadas conforme IBGE (1993). Os dados das tabelas devem ser editáveis, ou seja, imagens não serão consideradas como tabelas e sim como ilustrações. Os dados da tabela devem estar escritos em fonte Calibri tamanho 10 com espaçamento simples. Formatação para o texto correspondente à identificação (identificação e fonte) das tabelas: fonte Calibri, tamanho 10, alinhamento à esquerda, espaçamento simples, espaçamento de 6pt antes e de 6pt depois da tabela.

Reprodução de dados coletados, tais como entrevistas, palestras, diálogos, conversas, exemplos de exercícios, textos de livros didáticos etc. devem seguir a formatação: fonte Calibri, tamanho 11, itálico, justificado, espaçamento simples entre linhas e com recuo de 1,25 da margem esquerda. A fonte dever ser colocada na última linha, entre parênteses, em Calibri tamanho 11, sem itálico.

Exemplo:

Aluna: Eu não entendi porque a solução do segundo problema está diferente da minha resposta.

Professora: Eu vou explicar novamente e iremos entender como você respondeu.

(Diálogo entre professora e aluna, 2019).

  


[1] e-mail, titulação, função, instituição do local de atuação, Cidade/Estado/País.

[2] e-mail, titulação, função, instituição do local de atuação, Cidade/Estado/País. Importante: os dados dos autores devem ser incluídos apenas na versão final, caso o texto seja aceito. A versão submetida para avaliação não deve conter qualquer dado que identifique a autoria do trabalho.


[A1] Incluir o nome da seção pretendida, dentre as seguintes opções: Artigo, Ensaio, Relato de experiência ou Revisão.  

[A3]TÍTULOS

- Título do trabalho: Fonte Calibri, tamanho 14, em negrito, espaçamento simples entre linhas, centralizado. As iniciais das palavras do título devem ser escritas em letra minúsculas (exceto palavra inicial, nomes próprios, siglas). As palavras após o uso de dois pontos (:) devem ser iniciadas com letra minúscula (exceto para nomes próprios).

- Título em Língua Inglesa: Obrigatório. Fonte Calibri, tamanho 12, em negrito, espaçamento simples entre linhas, centralizado. As iniciais das palavras do título devem ser escritas em letra minúsculas (exceto palavra inicial, nomes próprios, siglas). 

- Título em Espanhol: Obrigatório. Fonte Calibri, tamanho 12, em negrito, espaçamento simples entre linhas, centralizado. As iniciais das palavras do título devem ser escritas em letra minúsculas (exceto palavra inicial, nomes próprios, siglas). 

Usar espaçamento de 6pt depois de cada um dos títulos.

[A4] AUTORES: Indicar os nomes completos dos autores e seus respectivos ORCID. Um nome por linha: fonte Calibri 12, alinhamento à direita, espaçamento simples entre linhas. Abaixo do nome, o ORCID do autor, em fonte Calibri 11, alinhamento à direita, espaçamento simples entre linhas. Não retirar o ícone (imagem) que representa o ORCID. O ORCID é obrigatório.

Quantidade máxima de autores: quatro.

Pular uma linha depois do ORCID do último autor.

Titulação dos autores: pelo menos um dos autores deve ter título de Mestre ou Mestra.

Inserir uma nota de rodapé para cada autor, conforme o modelo, com os seguintes dados separados por vírgula: e-mail, titulação, função, instituição do local de atuação, Cidade/Estado/País. 

Importante: os dados dos autores devem ser incluídos apenas na versão final, caso o texto seja aceito. A versão submetida para avaliação não deve conter qualquer dado que identifique a autoria do trabalho.

[A6] Caso haja referências produzidas pelos autores do texto submetido, indicar somente AUTOR X e ANO. Exemplo: AUTOR X, 2012

[A7] Caso haja citação dos autores no texto, indicar da seguinte forma: no lugar do Sobrenome, colocar a palavra AUTOR, seguida da letra X. Exemplo: (AUTOR X, 2012, p. 60).