Entomofauna associada à erva-de-touro (Poiretia latifolia Vogel) em povoamentos na região do Planalto Catarinense

Renê Marcos Maass, Mari Inês Carissimi Boff, Joatan Machado da Rosa, Tiago Georg Pikart

Resumo


Poiretia latifolia Vogel (Fabaceae) é uma promissora planta nativa do ecossistema campos de altitude, inserido no bioma Mata Atlântica na região Sul do Brasil. Seu valor se encontra na composição do seu óleo essencial que é rico em monoterpenos com potencial de uso farmacêutico e cosmético. O objetivo deste trabalho foi estudar a entomofauna associada à P. latifolia, bem como avaliar a influência dos insetos no sucesso reprodutivo da planta. O levantamento da entomofauna foi realizado no período de dezembro de 2015 a janeiro de 2016, em dois povoamentos naturais de P. latifolia localizados nos municípios de Capão Alto e São José do Cerrito, Santa Catarina. A entomofauna foi monitorada por 42 horas em cada local, sendo marcadas cinco plantas em cada área que foram acompanhadas de hora em hora, das 9:00 às 16:00. A influência das variáveis meteorológicas sobre a presença de insetos foi analisada pelo coeficiente de correlação de Pearson. Para determinar os danos por herbivoria, foram marcadas dez plantas de P. latifolia em cada área, das quais foram coletadas flores e sementes para avaliar o dano por insetos. Insetos pertencentes às ordens Coleoptera, Diptera e Hymenoptera foram predominantes em ambos os povoamentos. A presença de insetos da ordem Diptera demonstrou correlação positiva significativa com a temperatura média diária (r = 0,84; p = 0,03442) no povoamento de Capão Alto. Os danos causados por insetos às flores e sementes de P. latifolia foram superiores em São José do Cerrito, correspondendo por 54% e 88% das estruturas danificadas, respectivamente. Alterações ambientais causadas pela intensidade de uso agrícola próximo aos povoamentos de P. latifolia podem ter causado estas diferenças.


Palavras-chave


análise faunística, interações ecológicas, florivoria, predação de sementes, Fabaceae, campos de altitude.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA LM et al. 1998. Manual de coleta, conservação, montagem e identificação de insetos. Ribeirão Preto: Editora Holos. 88p.

AMORIM CC & BOFF P. 2009. Etnobotânica da “Medicina Campeira” na Região da Coxilha Rica, SC. Revista Brasileira de Agroecologia 4: 1596-1599.

AMORIM CC. 2010. Espécies vegetais utilizadas na medicina campeira na região da Coxilha Rica e estudo da erva-de-touro (Poiretia latifolia). Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal). Lages: UDESC. 72p.

AOYAMA EM & LABINAS AM. 2012. Características estruturais das plantas contra a herbivoria por insetos. Enciclopédia Biosfera 8: 365-386.

BACCARO FB et al. 2015. Guia para os gêneros de formigas do Brasil. Manaus: Editora INPA. 388p.

BIANCHIN I et al. 2006. Sazonalidade de Haematobia irritans no Brasil Central. Pesquisa Veterinária Brasileira 26: 79-86.

BICELLI CRL et al. 1989. Dinâmica populacional de insetos coletados em cultura de cacau na região de Altamira, Pará, 2: Análise faunística. Agrotrópica 1: 39-47.

BRITO VLG et al. 2010. Sophora tomentosa e Crotalaria vitellina (Fabaceae): biologia reprodutiva e interações com abelhas na restinga de Ubatuba, São Paulo. Biota Neotropica 10: 185-192.

CERUTI FC. 2007. Interações entre feromônios de insetos e semioquímicos de plantas. Revista Acadêmica: Ciência Animal 5: 73-82.

CHIARADIA LA et al. 2011. Artropodofauna associada às lavouras de soja. Revista de Ciências Agroveterinárias 10: 29-36.

DAUBER J et al. 2010. Effects of patch size and density on flower visitation and seed set of wild plants: a pan‐European approach. Journal of Ecology 98: 188-196.

DORVAL A et al. 1995. Análise faunística de Eupseudosoma aberrans Schaus, 1905 e Eupseudosoma involuta (Sepp, 1852) (Lepidoptera: Arctiidae) em Eucalyptus urophylla e Eucalyptus cloeziana na região de Montes Claros, Minas Gerais. Revista Árvore 19: 228-240.

ELISEI T et al. 2010. Uso da vespa social Polistes versicolor no controle de desfolhadores de eucalipto. Pesquisa Agropecuária Brasileira 45: 958-964.

FERREIRA J et al. 2012. Towards environmentally sustainable agriculture in Brazil: challenges and opportunities for applied ecological research. Journal of Applied Ecology 49: 535-541.

FIGUEIREDO FILHO DB & SILVA JÚNIOR JA da. 2009. Desvendando os Mistérios do Coeficiente de Correlação de Pearson (r). Revista Política Hoje 18: 115-146.

FRIZZAS MR et al. 2003. Avaliação da comunidade de insetos durante o ciclo da cultura do milho em diferentes agroecossistemas. Revista Brasileira de Milho e Sorgo 2: 9-24.

FUJIHARA RT et al. 2016. Insetos de importância econômica: guia ilustrado para identificação de famílias. Botucatu: FEPAF. 391p.

GANEM RS & DRUMMOND JA. 2011. Biologia da conservação: as bases científicas da proteção da biodiversidade. In: GANEM RS. (Org.) Conservação da biodiversidade: legislação e políticas públicas. Série memória e análise de leis. Brasília: Câmara dos Deputados. p.11-46.

GIESEL A. 2014. Espécies, hábitos e manejo ecológico de formigas cortadeiras dos campos de Lages. Tese (Doutorado em Produção Vegetal). Lages: UDESC. 147p.

HAMMER Ø et al. 2001. PAST: Paleontological statistics software package for education and data analysis. Palaeontologia Electronica 4: 1- 9.

INMET. 2016. Instituto Nacional de Meteorologia. Banco de dados meteorológicos para ensino e pesquisa. Disponível em: http://www.inmet.gov.br/portal/index.php?r=bdmep/bdmep. Acesso em: 25 mar. 2016.

JANKE H et al. 1988. O gênero Poiretia Vent. (Leguminosae: Faboideae) no Rio Grande do Sul: taxonomia e aspectos farmacognósticos. Iheringia, Série Botânica 38: 43-66.

KLEIN AM et al. 2006. Importance of pollinators in changing landscapes for world crops. Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences 274: 303-313.

KOUL O et al. 2008. Essential oils as green pesticides: potential and constraints. Biopesticides Internacional 4: 63-84.

LANARI MO & COUTINHO R. 2010. Biodiversidade e funcionamento de ecossistemas: Síntese de um paradigma e sua expansão em ambientes marinhos. Oecologia Australis 14: 959-988.

LEAVITT H & ROBERTSON IC. 2006. Petal herbivory by chrysomelid beetles (Phyllotreta sp.) is detrimental to pollination and seed production in Lepidium Papilliferum (Brassicaceae). Ecological Entomology 31: 657-660.

LOSEY JE & VAUGHAN M. 2006. The economic value of ecological services provided by insects. Bioscience 56: 311-323.

MAIA JB et al. 2016. Lethal and sublethal effects of pesticides on Chrysoperla carnea larvae (Neuroptera: hrysopidae) and the influence of rainfastness in their degradation pattern over time. Ecotoxicology 25: 845-855.

MANSELL MW. 2002. Monitoring lacewings (Insecta: Neuroptera) in Southern Africa. Acta Zoologica Academiae Scientiarum Hungaricae 48: 165-173.

MARCHIORI CH & LINHARES AX. 1999. Dípteros muscóides associados a fezes frescas de gado bovino e seus parasitóides. Brazilian Journal Ecology 3: 26-31.

MELO GAR et al. 2012. Hymenoptera Linnaeus, 1758. In: RAFAEL JA et al. (Eds). Insetos do Brasil: Diversidade e Taxonomia. Ribeirão Preto: Holos Editora. p.553-612.

MÜLLER C. 1984. Revisão do gênero Poiretia Vent. (Leguminosae) para o Brasil. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas). Campinas: UNICAMP. 150p.

OLIVEIRA AP et al. 2013. Propagação de Poiretia latifolia frente à crescente ameaça de seu hábitat natural. In: 8 Congresso Brasileiro de Agroecologia. Resumos... Porto Alegre: Cadernos de Agroecologia. 5p.

PANDOLFO C et al. 2002. Atlas climatológico do Estado de Santa Catarina. Florianópolis: Epagri. (CD-Rom).

PEREIRA JA et al. 2006. Conhecimento local, modernização e o uso e manejo do solo: um estudo de etnopedologia no planalto sul catarinense. Revista de Ciências Agroveterinárias 5: 140-148.

PINTO DM et al. 2010. Levantamento e flutuação populacional de Calliphoridae, em criação de bovinos leiteiros, no sul do Rio Grande do Sul, Brasil. Ciência Animal Brasileira 11: 561-569.

POHL N et al. 2006. Nonadditive effects of flower damage and hummingbird pollination on the fecundity of Mimulus luteus. Oecologia 149: 648-655.

POLÊSE C. 2014. Coxilha rica: subsídios a uma proposta de conservação para o sul do município de Lages-SC. Dissertação (Mestrado em Planejamento Territorial). Florianópolis: UDESC. 185p.

PORTO C et al. 2010. (R)-(-)-carvone and (1R, 4R)-trans-(+)-dihydrocarvone from Poiretia latifolia Vogel. Journal of the Brazilian Chemical Society 21: 782-786.

ROCHA JRM et al. 2010. Insects as indicators of environmental changing and pollution: a review of appropriate species and their monitoring. Holos Environment 10: 250-262.

SHULER RE et al. 2005. Farming practices influence wild pollinator populations on squash and pumpkin. Journal of Economic Entomology 98: 790-795.

SILVEIRA NETO S et al. 1995. Uso da análise faunística de insetos na avaliação impacto ambiental. Scientia Agricola 52: 9-15.

SOUTO LCD. 2005. Florestamento com Pinus spp. e pecuária em campo nativo: complementaridade e concorrência no uso das terras do Planalto Catarinense. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas). Florianópolis: UFSC. 144p.

SOUZA AP et al. 2005. Variação sazonal de Haematobia irritans no Planalto Catarinense e eficiência do “controle dirigido”. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária 14: 11-15.

SOUZA B et al. 2008. Influência do tamanho e da forma de fragmentos florestais na composição da taxocenose de crisopídeos (Neuroptera: Chrysopidae). Arquivos do Instituto Biológico 75: 351-358.

VÁZQUEZ DP et al. 2008. Livestock grazing, habitat protection and diversity of bees and wasps in the Central Monte desert. Revista de la Sociedad Entomológica Argentina 67: 1-10.

ZIMMER CR et al. 2010. Flutuação populacional de muscídeos (Diptera, Muscidae) simbovinos e sua distribuição sobre o corpo do gado de leite, em Capão do Leão, RS, Brasil. Ciência Rural 40: 604-610.




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/223811711712018128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171