Development and nutrition of black wattle seedlings (Acacia mearnsii de Wild. De Wild.) in poultry litter substrate

Raquel Rossi Ribeiro, Flávia Gizele Konig Brun, Eleandro José Brun, Carlos César Mezzalira, Taciana Frigotto, Márcio Carlos Navroski, Marcos Aurélio Mathias de Souza

Abstract


We evaluated the development and the nutritional status of Acacia mearnsii De Wild. seedlings produced in four organic substrates with poultry litter base, distributed in percentage terms: T1: 25CA:50S:25A; T2: 50CA25S25A; T3: 25CA75S and T4: 100SC (CA: poultry litter; S: soil; A: sand; SC: commercial substrate), in tubes of 125 cm3 conducted in greenhouse / shade area. The best results, to the morphological variables height, stem diameter, number of leaves, dry mass of roots and total, were obtained in commercial substrate and in between 25 to 50% of poultry litter with clay soil and sand. The N and Mg contents (shoot and roots) and P and K (shoot) were not influenced by substrates. In the roots, the P content was greater on treatment with biggest proportion of clay soil. The K, in the roots, had the highest levels in substrates composed of 25 to 50% of poultry litter and commercial substrate. For Ca, the contents in shoots were higher than roots, mainly in the substrates with up to 50% of poultry litter. In the roots, the proportion of poultry litter did not influence Ca. The tested substrates, generally, did not influence the nutritional status of the seedlings.

Keywords


alternative substrate, forest nutrition, forest specie.

References


ALVARES CA et al. 2013. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift 22: 711-728.

CALDEIRA MVW et al. 2012. Diferentes proporções de biossólido na composição de substratos para a produção de mudas de timbó (Ateleia glazioveana Baill). Scientia Forestalis 93: 15-22.

CHARLO HCO et al. 2006. Aspectos morfológicos, germinação e desenvolvimento inicial de plântulas de Archontophoenix alexandrae (F. Mueller) H. Wendl. e Drude (Arecaceae) em diferentes substratos. Revista Árvore 30: 933-940.

CHAVES LLB et al. 2006. Crescimento de mudas de Anadenanthera macrocarpa (Benth) Brenan (Angico-vermelho) em substrato fertilizado e inoculado com rizóbio. Revista Árvore 30: 911-919.

COSTA FG et al. 2011. Esterco bovino para o desenvolvimento inicial de plantas provenientes de quatro matrizes de Corymbia citriodora. Scientia Forestalis 39: 161-169.

CQFS-RS/SC. 2004. Comissão de Química e Fertilidade do Solo. Manual de adubação e calagem para os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 10.ed. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. 400p.

CUNHA AM et al. 2006. Efeito de diferentes substratos sobre o desenvolvimento de mudas de Acacia sp. Revista Árvore 30: 207-214.

DELARMELINA WM et al. 2015. Uso de resíduo orgânico em substrato para produção de Chamaecrista desvauxii (Collad.) Killip var. latistipula (Benth.). Cerne 21: 429-437.

EPSTEIN E & BLOOM AJ. 2006. Nutrição mineral de plantas: princípios e perspectivas. Tradução: Maria Edna Tenório Nunes. 2.ed. Londrina: Planta. 403p.

FERNANDES LA et al. 2000. Crescimento inicial, níveis críticos de fósforo e frações fosfatadas em espécies florestais. Pesquisa Agropecuária Brasileira 35: 1191-1198.

FERNANDES MS & SOUZA SR. 2006. Absorção de nutrientes. In: FERNANDES MS. Nutrição mineral de plantas. Viçosa: SBCS. p.115-152.

LARCHER W 2003. Physiological Plant Ecology: Ecophysiology and Stress Physiology of functional. 3.ed. Berlin: Springer Verlag. 517p.

MAEDA S et al. 2007. Caracterização de substratos para produção de mudas de espécies florestais elaborados a partir de resíduos orgânicos. Pesquisa Florestal Brasileira 54: 97-104.

MARQUES VB et al. 2006. Efeito de fontes e doses de nitrogênio sobre o crescimento inicial e qualidade de mudas de jacarandá-da-bahia (Dalbergia nigra (Vell.) Fr. All. ex Benth.). Revista Árvore 30: 725-735.

MCGRATH S et al. 2009. Improving soil nutrition with poultry litter application in low input forage systems. Agronomy Journal 102: 48-54.

PINHO CF et al. 2006. Estado nutricional da Acácia negra cultivada em solo acrescido de fertilizantes orgânicos. In: XV Congresso de Iniciação Científica / VII Encontro de Pós-Graduação. Anais...Pelotas: UFPEL. p. 45-49.

ROSSA UB et al. 2015. Fertilizante de liberação lenta no desenvolvimento de mudas de Anadenanthera peregrina (L.) Speg. (angico-vermelho) e Schinus terebinthifolius Raddi (aroeira-vermelha). Ciência Florestal 25: 841-852.

ROSIM CC et al. 2016. Nutrient use efficiency in interspecific hybrids of eucalypt. Revista Ciência Agronômica 47: 540-547.

SCHUMACHER MV et al. 2013. Crescimento da Acácia-negra em resposta à aplicação de nitrogênio, fósforo e potássio. Cerne 19: 51-58.

SERRANO LAL et al. 2011. Uso de compostos orgânicos no plantio do cafeeiro conilon. Revista Ceres 58: 100-107.

SEVERINO LS et al. 2006. Composição química de onze materiais orgânicos utilizados em substratos para produção de mudas. Campina Grande: Embrapa Algodão. 5p. (Comunicado Técnico, 278).

SILVA RBG et al. 2012. Qualidade de mudas clonais de Eucalyptus urophylla x E. grandis em função do substrato. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 16: 297-302.

VIRTUOSO MCS et al. 2015. Reutilização da cama de aviário. Revista Eletrônica Nutritime 12: 3964-3979.

WENDLING I et al. 2007. Características físicas e químicas de substratos para produção de mudas de Ilex paraguariensis St. Hil. Revista Árvore 31: 209-220.

WENDLING I et al. 2006. Substratos para produção de mudas de erva-mate em tubetes plásticos. Boletim de Pesquisa Florestal 52: 21-36.




DOI: http://dx.doi.org/10.5965/223811711712018036

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171