Desbaste de ramos influencia na produtividade e qualidade do figo ‘Roxo de Valinhos’

Gilmar Antônio Nava, Jonatan Santin, Vanderson Vieira Batista, Dalva Paulus

Resumo


O município de Dois Vizinhos e parte da região Sudoeste do Paraná possui condições edafoclimáticas favoráveis ao cultivo comercial da figueira. No entanto, devido à falta de tradição no cultivo da maioria das frutíferas na região, incluindo a figueira, há carência de estudos quanto ao número ideal de ramos produtivos a ser mantido na planta visando à produção comercial de figos. O objetivo do trabalho foi avaliar a intensidade de desbaste de ramos produtivos na figueira ‘Roxo de Valinhos’ sobre o crescimento vegetativo, sanidade e produtividade das plantas e qualidade dos frutos. O experimento foi conduzido no delineamento de blocos casualizados com quatro repetições e duas plantas por unidade experimental, no período de 15 de agosto de 2011 a 20 de abril de 2012, em Dois Vizinhos, PR, Brasil. Os tratamentos foram: testemunha, 12, 18, 24, 30, 36, 42 e 48 ramos. O desbaste de ramos na figueira ‘Roxo de Valinhos’ reduz a produtividade, mas não afeta a qualidade físico-química dos frutos. O crescimento vegetativo de ramos e a severidade das folhas à ferrugem não são afetados pelo desbaste de ramos.

Palavras-chave


Ficus carica L. Cerotelium fici. Número de ramos. Componentes de rendimento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171