Planejamento amostral de micronutrientes e sódio em um Latossolo cultivado com café conilon

Eduardo Oliveira de Jesus Santos, Ivoney Gontijo, Marcelo Barreto da Silva

Resumo


A determinação da quantidade de subamostras que irão compor a amostra composta resultará na otimização da mão de obra, além de diminuir erros inerentes à recomendação e avaliação da fertilidade do solo. Objetivou-se, no presente trabalho, estudar a variabilidade espacial dos teores de Cu, Fe, Mn, Zn e Na em lavoura de café conilon, propor uma metodologia de amostragem de solo que melhor se ajuste às condições do sistema de manejo e determinar o número adequado de amostras para a determinação desses elementos químicos no solo, utilizando métodos da estatística clássica e da geoestatística. O experimento foi conduzido em lavoura de café conilon, no município de São Mateus, ES, plantada no espaçamento 1,8 x 1,0 m. Instalou-se uma malha retangular de 20 x 60 m, com 60 pontos distanciados 5 m entre si. Em cada ponto amostral foram coletadas amostras de solo, na profundidade 0-0,20 m. Os dados foram submetidos à aplicação da estatística descritiva e à análise geoestatística. O número apropriado de subamostras que representam os atributos químicos estudados, utilizando parâmetros da estatística clássica, foi 18. A maior variabilidade foi obtida para Cu e a menor para Fe. Os semivarigramas foram satisfatoriamente descritos pelos modelos esférico e gaussiano com forte estrutura espacial. O conhecimento do número mínimo de subamostras e da distribuição espacial dos atributos químicos do solo pode ser usado para o desenvolvimento de estratégias de amostragem que minimizem os custos do agricultor dentro de um erro conhecido e tolerável.

Palavras-chave


Coffea conephora, Geoestatística, Amostragem do solo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171