Qualidade física e fisiológica de sementes de milho durante o beneficiamento

Daniele Nerling, Cileide Maria Medeiros Coelho, Juliana Mazurkiévicz, Rubens Onofre Nodari

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi verificar o efeito das fases do beneficiamento sobre a qualidade física e fisiológicas de sementes de dois genótipos crioulos e duas variedades de polinização aberta de milho, bem como testar a eficiência do sistema de beneficiamento. As sementes foram amostradas na recepção na unidade de beneficiamento; após a pré-limpeza; após a secagem; após a passagem pela classificação por tamanho e densidade; e no armazenamento. As sementes foram avaliadas quanto ao teor de água, pureza física, germinação, índice de velocidade de germinação, envelhecimento acelerado, teste de frio, tetrazólio, condutividade elétrica, comprimento de plântula e radícula. O beneficiamento realçou a qualidade das sementes, sendo que aquelas no pré-ensaque apresentaram-se com desempenho superior quanto aos parâmetros analisados. Os genótipos crioulos foram mais tolerantes ao benefi ciamento que as variedades de polinização aberta, pois a qualidade física e fisiológica foi preservada até o armazenamento.

Palavras-chave


Sementes, Vigor, Viabilidade, Teste frio, Tetrazólio.

Texto completo:

PDF PDF (VERSÃO REVISADA)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171