Influência de diferentes tipos de estacas e substratos na propagação vegetativa de Hyptis pectinata

Josabete Salgueiro Bezerra Carvalho, Márcio Felipe Pinheiro Neri Nunes, Géssyka Pollyana Araújo Campos, Maria da Conceição Cavalcante Goes

Resumo


Hyptis pectinata, pertencente à família Lamiaceae, é utilizada na medicina popular nordestina por apresentar propriedades fitoterápicas para o tratamento de inflamações, infecção bacteriana e dor. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da posição da estaca no ramo e composições de substratos no desenvolvimento aéreo e radicular de plantas de H. pectinata. As estacas foram selecionadas da parte apical, mediana e basal de plantas mantidas na sementeira municipal de Garanhuns, PE. As estacas foram propagadas em diferentes substratos (terra, esterco, e terra + esterco). Os resultados evidenciam que o maior número de brotações ocorreu para estaca basal (4,45 un.) no substrato (terra + esterco). O maior número médio de raízes ocorreu em estacas das posições mediana e basal sob o substrato (terra + esterco). O melhor substrato para enraizamento das estacas de H. pectinata é a terra associada com o esterco, e que as estacas da posição mediana e basal são as mais indicadas para a propagação vegetativa desta espécie.

Palavras-chave


planta medicinal, sambacaitá, enraizamento, estaca mediana e basal.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171