VALIDAÇÃO DA CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS E DO CALIFORNIA MASTITIS TEST COMO MÉTODO DIAGNÓSTICO DA MAMITE SUBCLÍCA EM CAPRINOS

Airton da Rosa dos Santos, Simone Scherer, Verônica Schmidt

Resumo


O objetivo do presente trabalho foi o de estabelecer relações entre o California Mastite Test (CMT), Contagem de Células Somáticas (CCS) e o isolamento bacteriano, no diagnóstico da mamite caprina. Através de palpação e inspeção do úbere de 244 caprinos de diferentes raças e em diferentes períodos de lactação, verificou-se ausência de mamite clínica. Apresentaram crescimento bacteriano, 24% das metades mamárias identificando-se Staphylococcus aureus (28%) e Staphylococcus coagulase negativo (29%). Tomando- se o exame bacteriológico como método padrão, determinou- se que o CMT apresentou 59,2% de sensibilidade, 78,2% de especificidade, 56,9% de Valor Preditivo Positivo (VPP), 79,8% de Valor preditivo negativo (VPN) e coeficiente de acordo mediano (k = 0,37) e a CCS, 18% de sensibilidade, 94% de especificidade, 45,5% de VPP, 75,3% de VPN e coeficiente de acordo mediano (k = 0,16), enquanto métodos de diagnóstico da mamite em caprinos. Os baixos coeficientes de sensibilidade apresentados pelo CMT e CCS indicam a não utilização de ambas as técnicas como método de triagem no diagnóstico da mamite em caprinos.

Palavras-chave


mamite, caprinos, diagnóstico, CCS, CMT.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171