CRESCIMENTO INICIAL E COMPETITIVIDADE DO MILHO COM PLANTA CONCORRENTE AFETADOS PELO GENÓTIPO E MASSA DAS SEMENTES

Alvadi Antonio Balbinot Junior, Rogério Luiz Backes

Resumo


O objetivo desse trabalho foi verificar o efeito da massa de sementes em diferentes genótipos de milho sobre as velocidades de emergência e de crescimento inicial de plantas, bem como sobre a habilidade da cultura em competir com planta concorrente. Para isso, foram conduzidos dois experimentos em casa de vegetação na Estação Experimental de Canoinhas-SC/ Epagri. Utilizaram-se sementes das variedades de polinização aberta ‘Cepaf 06’ e ‘Sol da Manhã’ e dos híbridos ‘Speed’ e ‘AGN-35A42’. As sementes foram classificadas em duas categorias de massa, sementes com massa de 220 a 270mg e com massa de 370 a 420mg. Em ambos os experimentos, avaliaram-se as velocidades de emergência e de crescimento inicial das plantas de milho. No segundo experimento também se avaliou a habilidade das plantas de milho em suprimir o crescimento da planta concorrente (soja). Verificou-se que elevada massa da semente de milho proporciona maior velocidade de crescimento inicial da planta, e que a massa da semente do milho afeta a competitividade da cultura com planta concorrente no início do ciclo de desenvolvimento em genótipo que apresenta baixa velocidade de crescimento inicial.

Palavras-chave


Zea mays L., manejo cultural de plantas daninhas, habilidade competitiva, competição.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171