FITOTOXICIDADE DE EXTRATOS HIDROFÓBICOS E HIDROFÍLICOS DE SORGO E MILHETO

Michelangelo Muzell Trezzi, Ribas Antonio Vidal, Nelson Diehl Kruse

Resumo


Três experimentos foram conduzidos em laboratório para avaliar os efeitos de concentrações de extratos hidrofóbicos de raízes de sorgo (0; 22,3; 44,7; 89,5; 179 e 358 ppm) e hidrofílicos de raízes e da parte aérea de sorgo e milheto (0; 0,5; 1,17; 1,84 e 2,5% p/v) sobre a velocidade de germinação e o crescimento da parte aérea e do sistema radicular de alface. Os extratos hidrofóbicos foram obtidos das raízes do genótipo de sorgo BR 601, enquanto os extratos hidrofílicos da parte aérea e do sistema radicular das cultivares de sorgo BR 304, BR 601 e RS 11 e da cultivar de milheto Comum RS. Não houve efeito dos extratos radiculares hidrofóbicos de sorgo sobre a germinação total final, nem sobre a velocidade de germinação de sementes de alface. Com o aumento da concentração de extratos hidrofóbicos de radículas de sorgo houve redução do comprimento de raízes e das partes aéreas de plantas de alface. Os efeitos de extratos hidrofílicos radiculares de sorgo na germinação e no comprimento de raízes e da parte aérea de alface variaram entre estimulatório, neutro ou inibitório, dependendo da cultivar e da concentração utilizada. Em geral, as toxicidades dos extratos da parte aérea de milheto foram superiores às de sorgo. Extratos hidrofílicos da parte aérea de plantas de sorgo foram mais inibitórios à germinação e ao comprimento de raízes e da parte aérea de plantas de alface do que os extratos hidrofílicos das raízes. Na concentração que discriminou melhor os efeitos de extratos hidrofílicos da parte aérea (1,17%), a cultivar de sorgo BR 601 causou maior inibição à germinabilidade, velocidade de germinação e ao comprimento da parte aérea de alface.

Palavras-chave


sorgoleone, gerrminabilidade, crescimento, alface, alelopatia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171