Flutuação populacional do ácaro Disella ilicicola em erva-mate

Luís Antônio Chiaradia, José Maria Milanez, Cristiano Nunes Nesi

Resumo


O ácaro-pequeno Disella ilicicola Navia e Flechtmann (Acari: Eriophyidae) causa clorose em folhas da ervamate (Ilex paraguariensis St. Hil., Aqüifoliaceae). A flutuação populacional desta praga foi estudada no período de julho de 2003 a junho de 2006, em um erval situado em Chapecó, SC. Foram realizados levantamentos quinzenais registrando o número de ácaros observados em áreas de 1cm2 da face abaxial de três folhas de 20 plantas, usando lentes com aumento de dez vezes. Análise de correlação linear foi aplicada entre a praga e o ácaro-predador Agistemus brasiliensis Matioli et al. (Acari: Stigmaeidae) e com fatores climáticos. Os coeficientes de correlação obtidos entre a praga e os fatores climáticos não foram significativos e expressou r = 0,88 (P < 0,01) com o ácaro-predador. Análise de componentes principais aplicada entre as variáveis mostrou forte correlação positiva entre D. ilicicola e o ácaro-predador, correlação moderada e negativa entre a praga e a velocidade do vento e correlação moderada e positiva entre o ácaro-fitófago e a temperatura média.

Palavras-chave


Ilex paraguariensis, Eriophyidae, Stigmaeidae, Agistemus brasiliensis.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171