Efeito do cultivo do solo sobre a diversidade da fauna edáfica no planalto sul catarinense

Dilmar Baretta, Julio Cesar Pires Santos, Ildegardis Bertol, Mauricio Vicente Alves, Alex Fernando Manfoi, Carolina Riviera Duarte Maluche Baretta

Resumo


O presente trabalho objetivou avaliar o impacto e sistemas de preparo e cultivo do solo sobre a abundância e diversidade da fauna edáfica. O trabalho foi conduzido em Lages, SC, num Cambissolo Húmico alumínico, de fevereiro a dezembro de 2001, consistindo dos seguintes sistemas de preparo do solo: preparo convencional (PC); cultivo mínimo (CM); e semeadura direta (SD). Cada sistema de preparo foi avaliado em condições de rotação (rc) com as culturas de milho, soja e trigo; e de sucessão (sc) com as culturas de soja e trigo. Além, do tratamento de preparo convencional sem culturas (SC). A fauna foi amostrada em fevereiro, abril, junho, outubro e dezembro de 2001, usando seis armadilhas, distribuídas aleatoriamente em cada tratamento. A abundância e diversidade da fauna edáfica foram sensíveis às operações de preparo e cultivo do solo. A diversidade da fauna edáfica foi significativamente maior nos tratamentos SDsc e CMsc, e menor no tratamento SC. Os grupos Collembola, Acarina e Hymenoptera juntos, representaram mais de 90% da ocorrência total de organismos em todos os sistemas estudados. A Análise de Agrupamento baseada na similaridade da fauna revelou um primeiro agrupamento entre PCcr, CMcr e SDcr. Um segundo agrupamento consistiu em PCsc e SC. E, finalmente, CMsc e SDsc ficaram isolados dos demais sistemas estudados.

Palavras-chave


diversidade, semeadura direta, preparo convencional, análise de Cluster.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171