Variabilidade espacial de algumas propriedades físicas em três solos para duas profundidades

Rodrigo Vilella Machado, Valter Antonio Becegato, Sílvio Luís Rafaelli Neto, Olívia Aparecida Rodolfo Figueiredo

Resumo


Este trabalho objetivou caracterizar a variabilidade espacial da densidade do solo, de partículas e da porosidade total do solo através da estatística clássica e de técnicas de geoestatística. Três solos foram analisados: Latossolo Vermelho Amarelo, Glei Pouco Húmico e Orgânico. Em cada solo foram coletadas amostras nas profundidades de 0-20 e 20-40 cm. A amostragem sistemática constituiu numa quadrícula com espaçamento variável de 0,75 a 4,5 m, totalizando vinte e cinco pontos por camada. A análise dos dados permitiu, no Latossolo Vermelho Amarelo e no Glei Pouco Húmico, a identificação do alcance amostral variando entre 1,5 a 5 m, estabelecendo o limite a partir do qual as amostras se tornam independentes. No solo Orgânico este alcance foi maior do que as dimensões do campo amostral, não sendo possível a sua identificação, exceto para a porosidade total na profundidade de 0-20 cm.

Palavras-chave


física de solo, variabilidade espacial e geoestatística.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171