Atuação dos escarabeídeos fimícolas (Coleoptera: Scarabaeidae sensu stricto) em áreas de pecuária: potencial benéfico para o município de Bagé, Rio Grande do Sul, Brasil

Pedro Giovâni da Silva, Mariana Brasil Vidal

Resumo


A região da Campanha do Rio Grande do Sul, e especialmente o município de Bagé, possui grandes áreas destinadas à pecuária. Neste contexto, destacam-se os besouros escarabeídeos (Coleoptera: Scarabaeidae sensu stricto) como componentes fundamentais da manutenção desses sistemas ecológicos. Estes besouros atuam no controle biológico da mosca Haematobia irritans (Linnaeus, 1758) (Diptera: Muscidae) e na incorporação de excrementos bovinos no solo, aumentando suas propriedades físico-químicas. Vários estudos já comprovaram a atuação benéfica desses besouros em vários países, inclusive no Brasil. Contudo, nenhum trabalho foi realizado a respeito na região da Campanha gaúcha, nem no município de Bagé. O objetivo do presente estudo é divulgar e explicar as potencialidades da atuação dos indivíduos coprófagos da família Scarabaeidae sobre massas fecais de bovinos em áreas de pecuária do município de Bagé, Rio Grande do Sul, por meio de revisão de literatura. A atuação dos besouros da família Scarabaeidae em áreas destinadas à criação de bovinos é extremamente benéfica tanto para o equilíbrio dos ecossistemas quanto para os pecuaristas. Atualmente, têm-se informações suficientes de várias regiões diferentes que estes insetos são utilizados com êxito para o controle da mosca-dos-chifres e vermes gastrointestinais, e conseqüente incorporação de massas fecais no solo, deixando bases para que sejam realizados estudos semelhantes no município de Bagé e em toda a região da Campanha do Rio Grande do Sul, uma vez que possuem grandes áreas destinadas à prática pecuária. Deve-se, no entanto, estabelecer estratégias ou técnicas de criação de bovinos mais ecológicas a fim de não prejudicar os insetos escarabeídeos presentes nos campos naturais e pastagens da região.

Palavras-chave


Scarabaeidae, Coleoptera, importância ecológica, pecuária, Bagé.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171