Propriedades químicas e físicas do solo modificadas pelo manejo de plantas espontâneas e adubação orgânica em pomar de macieira

Gilmar Luiz Espanhol, Jackson Adriano Albuquerque, Álvaro Luiz Mafra, Névio João Nuernberg, Gilberto Nava

Resumo


A aplicação de cama de aviário ao solo e seu efeito nas propriedades químicas, físicas e biológicas, bem como na produtividade das macieiras tem sido pouco estudada. Este trabalho foi instalado em São Joaquim, SC, num pomar comercial com macieira, cv. Fuji, implantado em 1985 sobre porta-enxerto Marubakaido. Com o objetivo de avaliar alterações nas propriedades químicas e físicas de um Neossolo Litólico, a partir de 1997, foram utilizados dois manejos de plantas espontâneas, um com herbicida e outro com roçadas, associados a quatro doses de cama de aviário (0, 5, 10 e 20 Mg ha-1). O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com parcelas sub-sub-divididas e quatro repetições. Os teores de Ca2+, Mg2+, K+, Na+ e Al3+ trocáveis, pH em água, nitrato, amônio, carbono orgânico, estabilidade de agregados, porosidade e densidade do solo, foram determinados em amostras coletadas em três camadas de solo. O manejo mecânico das plantas espontâneas com roçadas aumentou os teores de Mg2+, carbono orgânico e pH em água e reduziu a saturação por Al3+, em comparação ao manejo com herbicida. A adição de cama de aviário, devido a sua composição química, aumentou os teores de carbono orgânico, Ca2+, Na+, K+ e soma de bases, e reduziu a acidez do solo, mas não alterou a densidade, porosidade e estabilidade dos agregados. Assim, o controle mecânico de plantas espontâneas associado à aplicação de cama de aviário, se constitui numa alternativa viável para melhorar as características químicas de solos ácidos e deficientes em nutriente às plantas, para aumentar a produtividade de pomares de macieira, especialmente em sistemas de produção agroecológicos.

Palavras-chave


cama de aviário, maçã, nutrientes, Neossolo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


______________________________________________________________________________________________________________________________

Revista de Ciências Agroveterinárias (Rev. Ciênc. Agrovet.), Lages, SC, Brasil        ISSN 2238-1171